Foram encontrados 776 resultados para "Política":

Governador Paulo Câmara (PSB) lamentou acirramento do governo Bolsonaro com o Nordeste e cobrou união pelo país.
Governador Paulo Câmara (PSB) lamentou acirramento do governo Bolsonaro com o Nordeste e cobrou união pelo país.Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Após o lançamento do programa Todos por Pernambuco, no Palácio do Campo das Princesas, na manhã desta terça-feira (23), o governador Paulo Câmara (PSB) comentou sobre o áudio de uma conversa enntre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni, criticando os governadores do Nordeste e se referindo a eles como "paraíbas" e cobra retaliação ao governador do Maranhão. A conversa foi vazada durante a transmissão de um café da manhã com correspondentes internacional e gerou reação de governadores e parlamentares nordestinos.

"Acho que cabe o papel do presidente da república buscar unir o brasil. Mas, infelizmente, declarações que são feitas e depois os próprios questionamentos dessas declarações mostram um claro processo de aprofundamento de divisões. Isso é muito ruim para o momento que o Brasil passa, um momento de tanta crise econômica e social e desemprego", avalia Paulo Câmara, que lamenta a fala do presidente e sugere que as diferenças ideológicas sejam colocadas de lado em favor do país. "A gente tem muita responsabilidade como governante e temos que trabalhar para unir. Infelizmente nessas declarações últimas do presidente da República e no conjunto de ações, na verdade, a gente vê uma fábrica de intriga acontecendo. Em declarações muito aquém do debate que no Brasil precisa ser feito".

Questionado sobre qual será sua postura em relação ao Governo Federal daqui pra frente, o governador disse que continuará buscando parcerias. "É trabalhar. Eu não vou deixar que essas confusões queiram contaminar a nossa forma de trabalhar e governar. Eu não vou abrir mão de buscar o entendimento, de conversar junto ao Governo Federal para que haja ações em favor de Pernambuco e do Nordeste. E espero que haja compreensão por parte do governo que o momento é de unir, buscar sentar na mesa, de buscar ações em favor da coletividade e não divisionismos, isso não ajuda em nada a melhorar o Brasil", ponderou.

*Com informações de Luiza Alencar, da editoria de Política

Paulo Camara
Paulo CamaraFoto: Arthur Mota

E­m resposta às críticas do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a autoria do programa 13º do Bolsa Família de Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) usou as suas redes sociais para reforçar que o benefício é o cumprimento de uma promessa de campanha e que "não é tempo de procurar briga, é tempo de encontrar soluções". Isso porque, na última sexta-feira, em entrevista à jornalistas, Bolsonaro afirmou que "o Nordeste foi muito utilizado" contra ele na campanha com a informação de que o Bolsa Família acabaria, mas que ele deu o 13º para o Bolsa Família. Na mesma fala, o presidente cita a gestão pernambucana.

"O Nordeste foi muito utilizado contra mim na campanha, dizendo que eu ia acabar com o Bolsa Família. Eu dei o 13º para o Bolsa Família. O governador de Pernambuco, há poucos meses, anunciou que deu o 13º, enquanto esse projeto morreu no Senado por um relator do PT. Então, a verdade liberta a gente", disse o presidente, conforme registrou a coluna do jornalista Magno Martins, nesta segunda (22).

No Instagram, o governador publicou fotos da vigésima reunião realizada pelo governo sobre o programa, em Brejão, no Agreste Meridional. "A Caravana do 13º seguirá percorrendo cidades e distritos pernambucanos, sempre detalhando como será o pagamento extra às mais de 1,1 milhão de famílias que recebem o benefício. O Décimo Terceiro do Bolsa Família foi a primeira proposta do nosso plano de governo, apresentado à população durante o debate eleitoral de 2018. Ainda em 2018, enviamos a proposta à Assembleia Legislativa de Pernambuco, que aprovou o programa. É um compromisso com a parcela do nosso povo que mais precisa e que vai injetar R$ 175 milhões na nossa economia", disse o gestor.

Na mesma rede social, Câmara também compartilhou um texto em que afirma que o que se espera dos governantes é que trabalhem e enfrentem as dificuldades, de preferência em conjunto, para que os resultados cheguem antes e com mais força, "sobretudo em momentos de instabilidade, de crise, quando se torna ainda mais necessário que todos busquem caminhos olhando para frente" para atender às demandas da população. "Não é tempo de procurar briga, é tempo de encontrar soluções, respeitando o compromisso que assumimos e, principalmente, respeitando as pessoas. Disso nós não abrimos mão: do respeito. Se não é possível o consenso - e realmente temos muitas discordâncias de pensamento com o atual presidente - que prevaleça o bom senso. O nosso dever é trabalhar para garantir direitos, com solidariedade e senso de justiça, sem perseguições ou retaliações. Só assim estaremos à altura da grandeza do Brasil", diz.

Líder do Governo na Alepe, o deputado Isaltino Nascimento (PSB) reforçou que a proposta foi apresentada durante a campanha à reeleição de Câmara e que o Bolsa Família é um elemento "balizador" para indentificar as famílias que vão receber ou não o valor extra. "O governador trata as pessoas com seriedade, com respeito, sem preconceito, sem xenofobia, diferente do Governo Federal, que só enxerga o Nordeste em momentos circunstanciais", alfinetou.

O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) do Estado, Sileno Guedes, disse que a declaração "é mais um desastre das falas" do presidente. "O recurso desse programa, do pagamento dessa décima terceira parcela é 100% do governo do Estado. Não tem nada a ver com a vontade ou má vontade do presidente da República", explicou.

De acordo com Sileno, o programa tem como objetivo "ir ao encontro dessas pessoas que estão na base da pirâmide" e ajudar os municípios. "Essa fala do presidente é uma fala desprovida de informação do que está contecendo em Pernambuco", finalizou o secretário.

A entrega do diploma aconteceu em reunião solene, na Câmara Municipal.
A entrega do diploma aconteceu em reunião solene, na Câmara Municipal.Foto: Divulgação

O deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, recebeu, na noite do último sábado (20), o título honorífico de cidadão de Bezerros. O autor da proposição que o parlamentar estadual cidadão bezerrense foi o vereador José Hailton de Carvalho e Silva (PP), conhecido como Gabeira. A entrega do diploma aconteceu em reunião solene, na Câmara Municipal.

Na solenidade, o pastor Roberto José dos Santos, presidente da Assembleia de Deus em Abreu e Lima (IEADALPE) também foi agraciado como cidadão bezerrense, tendo como autor da homenagem o vereador Eliel Vieira (PV). Além de Gabeira e Eliel, também marcaram presença os vereadores Luiz Carlos (PSB), Fia de Cajazeiras (PSL), Tititi (PSB), Júnior Carvalho (PSL), Nivaldo Santino (PSB), Carlos Antônio (PSD), Erivaldo Justino (PSB), Didiu da Laranja (PSB), Guinho de Pessoa (PR) e Evandro Silvestre (PHS).

A proposta do título de cidadão ao deputado Eriberto Medeiros foi aprovada por unanimidade na Câmara de Bezerros. O vereador Gabeira, presidente do Legislativo municipal, ressaltou a feliz coincidência da honraria ser entregue no Dia do Amigo, 20 de julho, evidenciando as boas parcerias que o deputado tem feito em favor da população.

“Antes de conhecê-lo pessoalmente, sempre ouvi falar que Eriberto tinha mandado trator para arar a terra, para cavar poços. Enfim, tinha um trabalho intenso na cidade de Bezerros mesmo não tendo nenhuma representação aqui. Foi dessa forma que estabelecemos uma parceria que rendeu muitos frutos para a população”, afirmou o vereador.

O presidente Eriberto, por sua vez, fez um agradecimento emocionado ao título de cidadão, afirmando que suas raízes familiares vêm dessa região, especialmente o seu pai, José Belarmino de Oliveira, também conhecido como Zé Soares. “Somos iluminados porque fomos reconhecidos pelos verdadeiros representantes do povo de Bezerros e o nosso dever só aumenta com esse município”, concluiu o deputado, que esteve acompanhado da sua esposa, a prefeita de Cumaru, Mariana Medeiros, o seu cunhado, Antônio Américo, que é presidente da Câmara do mesmo município, além de filhos, irmãos e amigos.

eriberto

Presidente Jair Bolsonaro (PSL) em visita ao Nordeste, durante a campanha eleitoral
Presidente Jair Bolsonaro (PSL) em visita ao Nordeste, durante a campanha eleitoralFoto: Agência Brasil

Após vídeo que revelou conversa particular de Jair Bolsonaro com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, durante café da manhã com correspondetes internacional, em que o presidente se refere aos governadores do nordeste como "paraíbas" e ataca o chefe do executivo estadual do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), diversos políticos pernambucanos usaram as redes sociais para reagir ás declarações.

"O presidente Bolsonaro erra quando critica os Governadores do Nordeste, mesmo com opiniões diferentes. Não é hora de divisionismo, é hora de unir o Brasil", postou deputado federal Silvio Costa Filho (PRB).

"Ao se referir ao estado do Nordeste como Paraíba de forma pejorativa, Bolsonaro destila preconceito contra todos nós nordestinos. Não tem a mínima ideia do que é ser presidente do Brasil, pensa que escolhe com quem dialoga e para quem governa. #200diasDeVergonha", criticou o deputado federal Carlos Veras (PT).

O deputado Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara, divulgou nota repudiando as declarações. "É inadmissível quando um presidente da República ameaça de retaliação governadores a quem deveria tratar com equanimidade e respeito mínimo” afirmou o líder socialista, ressaltando estar “solidário com todos os governadores do Nordeste e todos os nordestinos agredidos pelo presidente da República”. 

Ao governador do Maranhão, Flávio Dino, com quem esteve na semana passada, no lançamento da Frente Parlamentar Mista de Defesa das Comunidades Quilombolas, Tadeu Alencar fez questão de expressar seu apoio contra o destempero do chefe da Nação. “Ele tem minha solidariedade e meu apoio irrestrito contra ataque tão torpe, descabido e inaceitável”.

Já o deputado Túlio Gadêlha (PDT) postou uma imagem com todas as bandeiras dos Estados do Nordeste e a legenda "#OrgulhoDeSerNordestino". O senador Humberto Costa (PT), postou um vídeo sobre preconceito com nordestinos com a legenda "O Nordeste tem muitas cores. Nem uma delas é a da discriminação". Já o governador Paulo Câmara (PSB) publicou a carta conjunta dos governadores do Nordeste a Bolsonaro.


Confira:

silvio costa filho
veras
tulio
humberto
Paulo Câmara (PSB)

Representantes de 23 estados marcaram presença no encontro que definiu como meta para as eleições do próximo ano
Representantes de 23 estados marcaram presença no encontro que definiu como meta para as eleições do próximo anoFoto: Mauro Filho

O PSDB Mulher, em parceria com a Fundação Alemã Konrad Adenauer e o Instituto Teotonio Vilela (ITV), promoveram o Workshop de Planejamento Estratégico que discutiu o “Cenário Político Nacional e os Desafios da Representação Feminina”, no Recife. Representantes de 23 estados marcaram presença no encontro que definiu como meta para o próximo ano eleger mais mulheres nas próximas eleições.

A proposta é repetir e ampliar o sucesso que o partido obteve em 2018, de acordo com a presidente nacional do PSDB Mulher, Yeda Crusius. Segundo ela, a bancada feminina na Câmara cresceu 60% em relação à de 2014 e 33% nos estados, enquanto o partido viu seu tamanho diminuir.

Durante o evento, houve um painel com o doutor em Ciência Política na USP e Pró-reitor de Pesquisa e Graduação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ernani Carvalho. Debateu o cenário político no Brasil, os desafios e as oportunidades do PSDB na conjuntura atual, bem como as perspectivas para as próximas eleições.

Na segunda etapa da programação, a consultora sênior em Gestão com foco em Planejamento Estratégico, Paula Quiroga, promoveu uma série de dinâmicas de grupo, estimulando as presidentes estaduais do PSDB Mulher a identificarem as principais forças, oportunidades, fraquezas e ameaças do movimento político feminino.

O Workshop de Planejamento Estratégico encerrou com uma palestra da 1ª Vice-presidente do PSDB Mulher, Thelma de Oliveira, prefeita da Chapada dos Guimarães (MT).

Nordeste

A coordenadora regional do PSDB Mulher do Nordeste, Iraê Lucena, aproveitou o workshop para reunir as representantes de 9 estados da região. A ideia é tornar o PSDB Mulher uma referência dentro do sistema partidário junto ao movimento e fórum de mulheres, bem como na sociedade brasileira, especialmente nessa região.

As tucanas definiram suas prioridades para garantir a ampliação do número de mulheres eleitas na região. Entre elas, a instalação do PSDB Mulher nos principais municípios nordestinos, interiorizando suas ações na busca de novas lideranças políticas para estimular candidaturas femininas nas eleições de 2020.

Decidiram ainda promover uma campanha estadual de filiação de mulheres até o fim deste ano. Paralelamente, elas pretendem estimular ações junto às bancadas femininas municipais e estaduais em defesa da ética na política.

O encontro visa discutir um calendário de lutas e resistência contra a retirada de direitos e a oposição ao governo Bolsonaro
O encontro visa discutir um calendário de lutas e resistência contra a retirada de direitos e a oposição ao governo BolsonaroFoto: Divulgação / PT

O diretório nacional do PT estará reunido nesta sexta (19) e sábado (20), em São Paulo, para o lançamento do 7° Congresso Nacional do PT. O encontro visa discutir um calendário de lutas e resistência contra a retirada de direitos e a oposição ao governo Bolsonaro, além da articulação de combate à reforma da previdência e a luta pela educação. A campanha pela democracia, soberania e pela liberdade de Lula também estão em destaque na pauta de discussões.

De Pernambuco, participam da reunião, além do senador Humberto Costa, da deputada federal Marília Arraes e do deputado federal Carlos Veras, as integrantes do Diretório Nacional (DN), Vívian Farias, a parlamentar estadual Teresa Leitão, a secretária de Comunicação do PT Pernambuco Sheila Oliveira e o presidente estadual do partido Glaucus Lima, que segue como convidado.

Compõe ainda pauta do evento, a organização para renovação das direções municipais do partido, os congressos estaduais e nacional, além da preparação para as eleições de 2020.

O encontro, que segue até esta sexta (19/07), visa debater o cenário político e o planejamento estratégico paras as eleições municipais de 2020
O encontro, que segue até esta sexta (19/07), visa debater o cenário político e o planejamento estratégico paras as eleições municipais de 2020Foto: Mauro Filho

O PSDB Mulher promove a primeira reunião da coordenação Executiva Nacional com as novas presidentes estaduais do segmento, em Recife (PE) até esta sexta (19). As tucanas começaram a montar seu planejamento estratégico para as eleições municipais de 2020. Representantes de 23 estados participam do encontro comandado pela presidente nacional do secretariado, Yeda Crusius (RS)

A ideia é montar um mapa político de cada uma das cinco regiões do país para identificar pré-candidatas com potencial eleitoral e estimular novas lideranças femininas a participarem das eleições municipais.

Em mensagem nas redes sociais, Felipe Carreras desabafou sobre seu processo no PSB
Em mensagem nas redes sociais, Felipe Carreras desabafou sobre seu processo no PSBFoto: Reprodução/Instagram

Um dia após a decisão do Conselho de Ética do PSB acatar o pedido de representação dos seis segmentos sociais organizados do partido contra os 11 deputados que votaram a favor da reforma da Previdência, o deputado federal Felipe Carreras usou suas redes sociais para se pronunciar sobre o assunto, na manhã desta terça-feira (16). Depois de notificados, os deputados terão 10 dias para apresentarem suas defesas. Concluídos os processos, o Diretório Nacional será convocado para deliberar sobre a recomendação feita pelo Conselho, com base no Código de Ética do partido. As punições vão desde advertência até expulsão.

Usando uma foto misteriosa em que aparece apenas sua silhueta, Carreras desabafou sobre o momento e disse não se considerar "um réu político" por seguir suas convicções. Por fim, agradece o apoio dos colegas de partido. O parlamentar encerra dando um recado ao presidente da legenda. ""or fim, gostaria de dizer que não vou aqui devolver as agressões públicas deferidas pelo dirigente do meu partido. A ele, falei em seus olhos a minha decisão, um dia antes da votação. Tenho equilíbrio e respeito pelos colegas de partido que pensam diferente de mim. Não vou adjetivar ninguém. Todos possuem suas convicções. Sigo de cabeça erguida e focado em trabalhar por um Brasil melhor. Mais justo, mais tolerante. Menos desigual. Contem comigo sempre!!", concluiu.

Confira a postagem:

"Há momento de ouvir. Agora chegou o de falar. Não me considero um réu político por votar de acordo com as minhas convicções e da maioria dos eleitores que me confiaram o voto. Não há um brasileiro em sã consciência que não acredite ser importante uma reforma na previdência. Inclusive os partidos de esquerda! Eu sempre falei que não votaria pela a aprovação do texto original. A Câmara, sob liderança do Presidente @rodrigomaiarj, mudou pontos importantes: BPC, trabalhador rural, desconstitucionalização, capitalização, etc. Atendidas essas exigências, não tinha como não votar. Não há reforma perfeita. Independente da versão, todos vamos precisar abrir mão de algo. Porém, temos agora uma reforma que vai garantir o futuro de várias gerações. É impossível agradar num voto a todos. Votei por convicção. Quero aqui agradecer os gestos de solidariedade dos meus amigos, dos colegas do PSB de longas datas. Aliás, meu único partido, há 23 anos. Obg @paulocamara40 @Geraldojulio40, aos deputados federais @JoaoCampos e @danilocabral., os deputados estaduais @isaltino.nascimento, Francismar, @lucasramospe, @sivaldoalbino, @simonesantanape, @diogomoraespsb, @aluisiolessaoficial, @clodoaldomagalhaes, Adalto Santos, @aglailson_victor, @waldemar_borges e a vários outros amigos, entre eles o ex-secretário @sergio_xavier, que nos apoiaram neste momento, meu muito obrigado. Não posso deixar de agradecer também aos colegas de outras siglas como @andredepaula55, @raulhenryoficial, @fbezerracoelho, @wandersonflorencio1, @dep_albertofeitosa, @danielcoelho23, @silviocostafilho, @sebastiaooliveira22 @brunoaraujo456, e @augustocoutinhope que sempre me trataram com cordialidade e solidariedade. Por fim, gostaria de dizer que não vou aqui devolver as agressões públicas deferidas pelo dirigente do meu partido. A ele, falei em seus olhos a minha decisão, um dia antes da votação. Tenho equilíbrio e respeito pelos colegas de partido que pensam diferente de mim. Não vou adjetivar ninguém. Todos possuem suas convicções. Sigo de cabeça erguida e focado em trabalhar por um Brasil melhor. Mais justo, mais tolerante. Menos desigual. Contem comigo sempre!!"

carreras

Crédito: Reprodução/Instagram

Felipe Carreras é um dos deputados ameaçados de expulsão
Felipe Carreras é um dos deputados ameaçados de expulsãoFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Após virar alvo de processo no conselho de Ética do PSB, o deputado federal Felipe Carreras (PSB) quebrou o silêncio e se manifestou sobre a ofensiva partidária que atingiu ele e mais 11 correligionários que votaram a favor da reforma da Previdência, mesmo após a sigla fechar questão contra a proposta. O parlamentar garantiu que votou de acordo com sua convicção política e do seu eleitorado e que não se considera réu por se manter fiel aos seus princípios na votação da Câmara Federal. Cortejado por outros partidos que sonham com sua filiação, o deputado disse que tratará do assunto "mais para frente, com a cabeça tranquila" e que seu futuro não vai ser pautado pelo Conselho de Ética da legenda. Ele também adiantou que não apresentará defesa no processo.

"Não é o conselho de ética que vai pautar meu futuro político e nem sou réu político por ter dado um voto de acordo com minha convicção e dos eleitores que me elegeram", garantiu. Felipe relatou que, nos últimos dias, recebeu manifestações públicas e pessoais de diversos dirigentes partidários em sua defesa. Muitas dessas legendas cortejam a filiação do parlamentar, caso ele deixe o PSB. "Eu tenho relação de amizade. Só coleciono amigos na política como o amigo Bruno Araújo (presidente do PSDB), Augusto Coutinho (Solidariedade), André de Paula (PSD), Jarbas Vasconcelos (MDB), Sebastião Oliveira (PR), Raul Henry (MDB) e Silvio Costa Filho (PRB). São pessoas que tenho amizade há vários anos e foram solidários. Mas não falo sobre isso (possibilidade de deixar o partido). Alguns sinalizaram publicamente e outros fora. Mais, na frente, com a cabeça tranquila, vamos ver. Em agosto, pensarei nisso."

Em relação às críticas feitas pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira, Felipe evitou responder. "O presidente adotou um tom falando sobre um correligionário da terra que é berço de lideranças como Miguel Arraes e Eduardo Campos. Essa reação espontânea (dos correligionários em sua defesa) é a melhor resposta", disse.

Cerimônia de posse do novo presidente da instituição aconteceu no gabinete do governador, no Palácio do Campo das Princesas
Cerimônia de posse do novo presidente da instituição aconteceu no gabinete do governador, no Palácio do Campo das PrincesasFoto: Hélia Scheppa/PSB

O governador Paulo Câmara (PSB) assinou a nomeação e empossou o novo presidente da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), Fernando Jucá, na manhã desta segunda-feira (15). O chefe do Executivo estadual destacou a importância da instituição e o esforço para unir os representantes da sociedade civil em favor do desenvolvimento da pesquisa, para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

“É uma missão muito nobre que a Facepe executa em favor da ciência, da tecnologia, da inovação, da pesquisa e de todo o Estado. São quase 30 anos ajudando, formando pessoas que estão contribuindo para o desenvolvimento de Pernambuco. E em momentos tão difíceis por que passa o nosso País, esse papel de olhar o futuro, de olhar a capacitação, a qualificação dos nossos jovens, os universitários, a partir de bolsas de mestrado, de doutorado, de pós-doutorado, de pesquisas, isso é fundamental que seja consolidado”, afirmou o governador.

A Facepe é vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, pasta comandada pelo deputado estadual licenciado Aluísio Lessa, que reforçou a atitude do Governo do Estado de apoiar a pesquisa, exatamente em um momento em que o cenário nacional propõe retrocessos nessa área. “Pernambuco está fazendo um modelo de Educação integrado com Ciência e Tecnologia que merece ser olhado como exemplo, o que está sendo construído aqui. O Brasil está fazendo exatamente o contrário, dando as costas para o futuro”, argumentou Lessa.

Fernando Jucá, por sua vez, discorreu sobre a expectativa no novo cargo que ocupa. “A missão é trabalhar. Primeiro, fazendo um diagnóstico, estudando e reconhecendo a situação da Facepe. Temos que colocar que a instituição tem uma capacidade de atrair pessoas, projetos e investimentos. O que precisamos é fazer isso para que a Facepe cresça”, afirmou o novo presidente.

Jucá é professor do Departamento de Engenharias Civil e Ambiental da UFPE e trabalha na área de infraestrutura urbana, resíduos, energia e bioenergia. Já presidiu o Instituto Tecnológico do Estado de Pernambuco (ITEP), entre 1995 e 1998, e entre 2005 a 2010 foi diretor do Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (CETENE), vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

Também prestigiaram a posse do novo presidente da Facepe: o secretário de Educação e Esportes Fred Amâncio; o deputado estadual e professor Paulo Dutra; o professor Anísio Brasileiro, reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o professor Pedro Falcão, reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), o professor Marcelo Carneiro Leão, vice-reitor da Universidade Federal Rural (UFRPE), e o professor Alfredo Gomes, reitor eleito da UFPE; o prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota - que preside a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) - o ex-ministro da Ciência e Tecnologia Sérgio Rezende; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura do Recife, Guilherme Calheiros; além do professor Silvio Meira, presidente do Conselho Administrativo do Porto Digital, entre outras personalidades e autoridades.

comece o dia bem informado: