Foram encontrados 11 resultados para "Lula":

Lula em Reunião da Executiva Nacional
Lula em Reunião da Executiva NacionalFoto: Divulgação/Lulaoficial

A edição pernambucana do Festival Lula Livre, primeira com a participação do ex-presidente, vai reunir artistas nacionais e locais em um grande show, neste domingo (17), no Pátio do Carmo, no Centro do Recife, a partir das 12h. O evento celebra a liberdade de Lula e a programação também conta com shows no Pátio de São Pedro, Pátio do Diário e Armazém do Campo.

Entre os nomes já confirmados estão Otto, Marcelo Jeneci, Mundo Livre S/A, Odair José, Lia de Itamaracá, Digitaldubs, Johnny Hooker, Aline Calixto, RAPadura, DJ Patrick Tor4, Devotos, Feiticeiro Julião, Francisco El Hombre e o projeto A Dita Curva, que reúne dez artistas pernambucanas: Aishá Lourenço, Aninha Martins, Flaíra Ferro, Isaar, Isadora Melo, Laís de Assis, Luna Vitrolira, Paula Bujes, Sofia Freire e Ylana Queiroga.

O Festival já estava previsto antes mesmo do ex-presidente deixar a prisão, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Festivais já aconteceram no Rio de Janeiro, em São Paulo, e em várias cidades pelo Brasil.

Campanha de arrecadação de alimentos

Durante o evento também serão arrecadados alimentos não perecíveis para as famílias da Pesca Artesanal impactadas com o desastre ambiental do litoral pernambucano, a partir das 11h, em um caminhão de coleta no Pátio do Carmo.


Programação:


O líder do PT no Senado acredita que o ex-presidente vai percorrer o país para ouvir o que o povo tem a dizer
O líder do PT no Senado acredita que o ex-presidente vai percorrer o país para ouvir o que o povo tem a dizerFoto: Divulgação

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), comemorou a saída do ex-presidente da prisão em Curitiba, nesta sexta-feira (8), e afirmou que, agora, vê perspectivas positivas de melhora do ambiente para o país. De acordo com o senador, que fundou o PT ao lado de Lula e foi o primeiro ministro da Saúde de seu governo, Lula irá trabalhar para pacificar o país e promover o reencontro do Brasil consigo mesmo.

“Preso de maneira injusta após uma perseguição política que envolveu setores do Ministério Público, da Polícia Federal, da Justiça e da grande imprensa, Lula resistiu bravamente durante exatos 580 dias. Sua força e coragem são exemplo para o povo. Ele está voltando para os braços da população, de onde jamais deveria ter saído. É um dia histórico este 8 de novembro”, disse Humberto.

O parlamentar avalia que Lula saiu da prisão disposto a uma imensa conciliação nacional, mesmo diante de tanta injustiça e de um ambiente completamente radicalizado, liderado por um governo mentiroso e desonesto. Segundo Humberto, o ex-presidente vai provar que uma grande farsa foi responsável pela criminalização do PT e de Lula e pelo roubo das eleições de 2018.

“Lula foi simplesmente fantástico em sua fala de saída da prisão. Ele transmitiu palavras de solidariedade e luta, na paz, por um Brasil melhor. Se pegarem Sergio Moro e alguns delegados e procuradores da Lava Jato e colocarem num liquidificador, não sobrarão 10% da honestidade de Lula”, ressaltou.

O líder do PT no Senado acredita que o ex-presidente vai percorrer o país para ouvir o que o povo tem a dizer, olho no olho, a fim de seguir em frente com a retomada de um projeto de país interrompido. “Desde que o prenderam e ganharam roubando do Fernando Haddad na eleição, o Brasil piorou. O povo está mais miserável, passando fome, sem emprego. Não é isso que deixamos. E os brasileiros não merecem isso”, comentou.

Humberto destacou que o ex-presidente saiu da prisão com o discurso altivo de que não tem mágoa de ninguém, nem mesmo dos funcionários da Lava Jato com quem teve contato durante o período preso.

“Ele tem mesmo vontade de provar que este país pode ser muito melhor do que é com esse governo que tanto mente aí. Eles não prenderam um homem, eles tentaram matar uma ideia. E uma ideia não se mata. Ela se fortalece. Agora, é Lula livre para um Brasil melhor”, declarou.

lula

Marília Arraes
Marília ArraesFoto: Arthur de Souza

"O STF cumpriu seu papel de guardião da Constituição e que historicamente tem feito no Brasil quando, por exemplo, durante a Ditadura Militar, contrariou o governo ditatorial e soltou Arraes, soltou Vladimir Palmeira, fazendo cumprir o que a Constituição brasileira determina. Foi o que aconteceu agora. A soltura de Lula é uma demonstração de que a eleição de 2018 se deu em um ambiente ilegítimo e que o candidato que ganharia as eleições deveria estar solto, como foi agora. Vivemos um novo momento na história do Brasil. É um marco porque nós estamos em um estado de golpe desde 2016. Aliás, desde que acabou a eleição de 2014 e que a parte derrotada nas urnas não aceitou o resultado, nós vivemos momentos de cerceamento, de ataques a democracia e o que aconteceu hoje, o julgamento do STF, a soltura do presidente Lula, vem marcar, talvez, o começo de novas conquistas e de volta das conquistas do povo brasileiro. Mas temos todos que estar atentos e não esmorecer porque o s ataques que vem acontecendo contra nossa democracia são graves e não podem ser menosprezados"

Marília Arraes

Lula
LulaFoto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

Instagram do governador Paulo Câmara

Instagram do governador Paulo Câmara - Crédito: Divulgação/ Instagram



Prefeito Geraldo Julio

"Com o julgamento sobre a proibição de prisão após a 2ª instância realizado ontem pelo Supremo Tribunal Federal e a consequente libertação do ex-presidente Lula, o Brasil restaura a sua institucionalidade jurídica, com o respeito ao que está previsto na nossa Constituição e repara uma injustiça cometida com o presidente que mais fez pelo povo brasileiro, tirando milhões de famílias da pobreza e reduzindo, como nunca havia ocorrido, a desigualdade no País."

O Festival também realizou edições no Rio de Janeiro e em São Paulo
O Festival também realizou edições no Rio de Janeiro e em São PauloFoto: Divulgação

O grito por liberdade e justiça para Lula ganha novo festival cultural

No dia 17 de novembro, um domingo, a partir das 12h, artistas, intelectuais e movimentos sociais realizarão o Festival Lula Livre, no Cais da Alfândega, no centro de Recife. O objetivo é mobilizar a população em defesa da democracia e pelo fim da prisão política do ex-presidente Lula.

O Festival vai unir artistas locais e nacionais em um ato cheio de simbolismos, já que o Lula nasceu em Pernambuco. Hoje, o Festival Lula Livre é uma marca da luta por justiça para Lula conhecida no país todo. Como na ditadura, o festival traz a música como forma de resistência e politização na luta por liberdade para o ex-presidente. São canções de protesto para denunciar que temos um preso político no Brasil há mais de 550 dias.

O Festival também realizou edições no Rio de Janeiro e em São Paulo. Nas edições anteriores artistas como Chico Buarque, Otto, Arnaldo Antunes, Chico César, Otto, Felipe Catto, Mombojó, Martinho da Vila e Gilberto Gil participaram do ato.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, do PT, chega ao Recife no próximo sábado (31)
O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, do PT, chega ao Recife no próximo sábado (31)Foto: Heuler Andrey/AFP

Após passar pelo Sul, Sudeste e Norte do Brasil, a Caravana Lula Livre com Fernando Haddad chegao ao Nordeste, nesta sexta-feira (30), em Fortaleza-CE. No sábado (31), Haddad estará no Recife, às 10h, no Mercado de Casa Amarela. Haddad terá a companhia de diversas lideranças da região, além da presidenta nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, e do vice-presidente nacional do PT, Marcio Macedo, que também é o coordenador as caravanas pelo país.

Ao longo da mobilização, o professor e ex-ministro Haddad vai protestar contra o direcionamento do Governo Bolsonaro na Educação. Segundo levantamento do PT, já são R$ 6,2 bilhões cortados do setor em oito meses, o que prejudica desde a distribuição de livros didáticos às despesas de institutos e universidades federais. Além disso, a caravana também vai abordar o posicionamento do presidente da República diante dos incêndios e do desmatamento na Amazônia.

Haddad vai insistir na liberdade de Lula, levando em consideração as revelações do The Intercept e outros veículos de imprensa.

Confira a programação:
Sexta-feira (30) – Fortaleza-CE
16h: Coletiva com a imprensa – Hotel Sonata, Praia de Iracema
18h: Ato em defesa da Educação, da Amazônia e por Lula Livre
Local – Praça Gentilândia, ao lado da Universidade Federal do Ceará

Sábado (31) – Recife-PE
10h: Ato em defesa da Educação, da Amazônia e por Lula Livre
Local – Mercado de casa Amarela

Domingo (1) – Monteiro-PB
10h: Encerramento da Caravana no Grito do Nordeste.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da SilvaFoto: Marlene Bergamo/Folhapress

Ao longo desta quarta-feira (7) políticos se manifestaram contra a transferência de presídio do ex-presidente Lula:

 O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B)

Twitter do governador do Maranhão, Flávio Dino

Twitter do governador do Maranhão, Flávio Dino - Crédito: Divulgação

Senador Humberto Costa (PT)




Twitter do senador Humberto Costa

Twitter do senador Humberto Costa - Crédito: Divulgação

Deputado federal Túlio Gadêlha (PDT)


Twitter do deputado federal Túlio Gadêlha (PDT)

Twitter do deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) - Crédito: Divulgação




Lula
LulaFoto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

No próximo dia 7 de abril vai se completar um ano da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Para marcar a data, atos em defesa da liberdade de Lula estão programados e devem acontecer em todo Brasil e em mais de 15 países.

O caso do ex-presidente está sendo analisado pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU. A Campanha Lula Livre vai transmitir flashes das manifestações através do Youtube em um programa com 12 horas de duração (o link será divulgado posteriormente).

Abaixo segue a lista com os locais e horários dos atos:

No Brasil:

Alagoas (AL)
Ato de rua
Data: 7/4
Local: Orla lagunar
Horário: 14h

Bahia (BA)
Data: 7/4
Bandeiraço
9h - Viadutos de Salvador
Passeata Lula Livre
15h - Campo Grande
Lula Livre
17h - Pernambuês
Aula Publica
17h - Cajazeiras
Lula Livre
16h - Estação da Lapa

Ceará (CE)
Bicicletada Lula Livre
Praia de Iracema - horário a confirmar

Distrito Federal (DF)
Ações de rua Dia 7 - São Sebastião, Planaltina, Paranoá e Taguatinga.
Ato Nacional Dia 10 - STF – 14h

Goiás (GO)
Tem programação - dia 7

Maranhão (MA)
Ato de rua - Dia 10 - programação a detalhar

Minas Gerais (MG)
Festival Lula Livre Dia 13 - Ocupação Pátria Livre

Pará (PA)
Ato e caminhada Bairro Terra Firme

Paraíba (PB)
Ato inter-religioso/ político e cultural - Dia 7 - Parque da Lagoa - 15h

Paraná (PR)
Atividades na Vigília Lula Livre
Data: 7/4
Local: Em frente a sede da Polícia Federal em Curitiba
Horário: 6h30 às 14h (ato às 11h)

Pernambuco (PE)
Data: 7/4
Feijoada
Festival de Pipas Gigantes
Encontro de Blocos pela Democracia - Armazém do Campo Recife - 11h
Ato politico Cultural - Praça do Arsenal - Recife - 15h
Vigilia e Romaria Caetes, no sitio onde Lula Nasceu - 6h30 ate 12h

Rio de Janeiro (RJ)
Futebol com Chico Buarque por Lula Livre
Data: 6/4
--
Festival Democracia e Justiça
Data: 7/4
Local: Orla de Copacabana
Horário: 15h
--
Ato Político Lançamento do Comitê Lula Livre Rio
Data:8/4
Local: Teatro Casa Grande
Horário: 18h30
--
Panfletagem, banquinhas e microfone aberto no Centro da Cidade –
Data: 9/4
Local: Saídas de metrôs e balsa
--
Ato em frente ao TRF-2 Em organização centralizada pelo Resista
Data: 10/4
Rio Grande do Norte (RN)
Bandeiraço Lula Livre
Data: 7/4
Local: Feirinha de Ponta Negra
Horário: 9h

Rio Grande do Sul (RS)
Festival Lula Livre em Porto Alegre
Data: 7/4
Horário: 15h
Local: Memorial Prestes

Santa Catarina (SC)
Lançamento do Comitê Estadual Lula Livre em Florianópolis
Data: 10/4
Local: Fecesc

São Paulo (SP)
Leilão Lula Livre
Data: 3/4
Horário: 19h30
Local: Bar Sabiá

Ato Lula Livre
Data: 7/4
Horário: 14h
Local: Av. Paulista - Praça do Ciclista

Tocantins (TO)
Acampamento da Jornada Lula Livre
Data: 7 a 10/4
Local: Palmas


No exterior

1. Comitê Lula Livre Madri
- Ato do Coletivo pelos Direitos no Brasil
Dia 7 de Abril
Horário: 13:30h
Plaza Tirso de Molina, Madri, ????

2. Deutsche Initiative Lula Livre
Ato Mundial pela liberdade de Lula
Dia: 7 de Abril
Horário: 15h às 17h.
Local: Marienplatz - Munique ????

3. Comitê parisiense de Solidariedade a Lula
- Ato pela liberdade de Lula
Dia: 7 de abril, domingo
Horário: 15h a 18h???????
Local: Esplanada do Trocadéro, Paris ????

4. Deutsche Initiative Lula Livre -
- Kundgebung Freiheit für Lula (Ato Lula Livre)
Dia: 7 de Abril, domingo
Horário: 16h a 18 h
Local: Herrmannplatz, 10967, Neukölln, Berlim ????

5. Jornada Mundial Lula Livre/Marielle Presente
- Dill: Deutsche Initiative Lula Livre
Dia: 7/4
Horário: 15h às 18h
Local: Ecke Poststr/An der Suerst, Bonn ????

6. Núcleo PT Lisboa
- 365 dias de injustiça
Data: 7/04
Horário: 16 hr.
Local: Largo Luiz Camões , 1200-234, Lisboa ????

7. Vozes do Mundo
- Ato por Lula Livre
Data: 7/04
Horário: 16 hr. as 19 hr.
Local: Praça 8 de Maio, 8, 3000-300, Coimbra ????

8. Deutsche Initiative Lula Livre
- Ato Mundial Lula Livre
Data: 07/04
Horário: 16h às 18h
Local: Römerberg, Frankfurt ????

9. Comitê Lula Livre UK
- FREE LULA ‘Free Lula London Tour’
Data: 07/04
Horário: 13h30 hr
Local: Embaixada do Brasil em Londres ????

10. Lula Livre em Köln
Brasil em Debate Colônia
Data: 7/4
Horário: 13h às 15h
Local: Köln Domplatte, Colônia ????

11. Rassemblement pour Lula
Comitê Lula Livre Genebra
Data: 7/04
Horário: 15h às 17h
Local: Place des Nations, 1202, Genebra ????

12. Coletivo Bologna per la Democrazia in Brasile
Ato Mundial Lula Livre
Data: 7/04
Horario: 17:00 horas
Local: Piazza Nettuno, 40123, Bolonha ????

13. Lula livre- The fight to free Lula and regain democracy in Brazil
Coletivos BRADO/DDB/Mulheres da resistência no Exterior/
Dia: 6/04
Horario: 6:30pm
Local: 320W 37th ST NY, ????

14. Coletivo Amsterdam pela Democracia no Brasil
Ato Mundial Lula Livre
Data: 7/04
Horário: 14:00 horas
Local: Praca De Dam, Amsterdã ????

15. Deutsche Initiative Lula Livre
Zusammen für Lula Livre Hamburg
Dia 7/4
Horário: 11h às 12h
Local: Landungsbrücke, Hamburg ????

16. Komitee Freiheit für Lula
Prisão de Lula e a Lava Jato - Palestra com Jessé de Souza
Data:09/04
Horário: 18h-21h.
Kleine Alessandrstr, 28, 10178, Berlim ????

17. Ato Mundial Lula Lula Livre Barcelona
Data: 7/4
Horário: 12h às 14h.
Local: Cascada Del Parque De La Ciudadela, Barcelona ????

18. Comitato Italiano Lula Livre
Atto di solidarietà per Lula
Data: 4/7
Horário: 18h às 20 h.
Local: Corso Italia, Roma ????

19. Pela Democracia, Lula Livre e pela vida de Marielle
Data:07/04
Horário: 15 às 17
Local: Jens Kofods Gade 1, st th, 1268 Embaixada do Brasil em Copenhague ????

20. Jornada Mundial Lula Livre Melbourne
Data: 7/4
Horário: 17:15h às 19h
Local: State Librabry of Victoria, 328 Swanston Street, Melbourne 3000 ????

21. Acto por Lula Livre Montevideo
Data: 05/04
Horário: 18h
Local: Plaza De La Bandera, Montevideo ????

23. Freedom for Lula, a politica prisoner
Estocolmo
Data: 06/04
Horário: 17:00 as 20:00 horas
Local: Kungsgatan 84, Kungsholmen Stockholm, Sverige
Suécia ????

24. Lula Livre - Free Lula Saint Louis
Data: 07/04
Horário: 14h às 15 h.
6600 Delmar Blvd, University City, Mo 63130-4503 , Saint Louis ????

25. Acto por la liberdad
de Lula da Silva
- Coletivo Regina de Sena México Brasil contra o Golpe
Data: 7/4
Horário: 12h às 13h
Local: Ángel de la Independencia 06500 Cidade do México ????

26.Ato Mundial Lula Livre
Committe FreeLula Áustria
Data: 7/4
Horário: 15h às 18h
Local: Stephansplatz, em frente à Vigilkapelle da Stephansdom - Viena ????

27. ‘Free Lula! For Democracy in Brazil’
Brazi Liberation Front - Manchester UK
Data: 07/04
Horário: 15h
Local: Picadilly Gardens
Manchester UK ????

28. Prisão de Lula e a Lava Jato c/ Jessé de Souza
- Comitê Lula Livre Berlim Die Linke
Data: 9/7
Horário: 18h às 21:00
Local: Kleine Alexanderstr. 28, 10178
Berlim ????

29. Colação Coletiva dos adesivos Lula Livre em Berlim
- Comitê Lula Livre Berlim
Data: 03-06/04
Horário: à confirmar
Concentração: Portão de Brandenburg
Berlim ???? Kassel ???? Frankfurt ????

30. Aula aberta, show e exposição: Lula livre- The fight to free Lula and regain democracy in Brazil
Com o lançamento do Comitê Lula Livre EUA - Free Lula Committee USA
Organização: The People’s Forum, Comitê Defend Democracy in Brazil, Coletivos Alerta, BRADO, Humanas e Mulheres da resistência no Exterior
Dia: 6/04
Horario: 18:30- 23hs
Local: 320 W. 37th ST , Nova York ????

31. ‘Ato Free Lula’
Data: 10/04
Horário: 5h30
Local: Embaixada do BRASIL em Londres ????

32. Exibição de Filme:
‘Já vimos esse filme’
Data: 13/04
Horário: 6pm
Local: Calders Bookshop,
51, The Cut, SE1 8LF Londres ????

33. Ato e Passeata Lula Livre
Comitê Lula Livre EUA/ Free Lula Committee USA
Dia: 07/04
Horário: 14hs
Local: Union Square & 14th Street, Nova York

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE) e o senador Jaques Wagner (PT-BA) visitaram, nesta quinta-feira (7), o ex-presidente Lula, em Curitiba.
O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE) e o senador Jaques Wagner (PT-BA) visitaram, nesta quinta-feira (7), o ex-presidente Lula, em Curitiba.Foto: Divulgação

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE) e o senador Jaques Wagner (PT-BA) visitaram, nesta quinta-feira (7), o ex-presidente Lula, em Curitiba. De acordo com Humberto, apesar de estar preso há 10 meses, Lula segue firme, bem de saúde e otimista.

“Nós conversamos bastante e vi um presidente determinado. Quem encontra Lula sai, sem dúvida, fortalecido. Depois de mais uma condenação injusta como essa de ontem, a gente ainda o vê com o ânimo elevado. Estava indignado, claro, porque ninguém aceita algo desse tipo sem repúdio. Mas segue absolutamente lúcido e esperançoso com as perspectivas para o Brasil”, resumiu Humberto.

O senador que classifica os processos que o ex-presidente responde como "perseguição política ao maior presidente que este país já teve" e questiona a falta de evidências que possam incriminar Lula no processo. "fica muito clara ao se analisar o processo, claramente frágil, que desconsidera a apresentação de provas", disse.

“Lula não era o dono do sítio, não mandou fazer obra alguma e não foi beneficiado por nenhuma benfeitoria – e ainda foi o principal condenado no processo. Não se mostra nenhum tipo de conexão entre o que Lula praticou, fora da Presidência da República, e as obras que foram feitas no sítio na época apontada. Isso é uma confissão da parte da juíza de que Lula é inocente”, avalia.

Leia também:
Fernando Bezerra Coelho pode ser líder do governo Bolsonaro no Senado
Lula está indignado com condenação e irritado com multa, dizem senadores
Lula é condenado no caso do sítio de Atibaia


Humberto diz torcer para que os tribunais superiores revertam a decisão. “A história já fez o seu julgamento e sabe que Lula é inocente e que sua prisão tem motivação política e eleitoral”, disse.

"Medo de Lula" - O líder do PT criticou opositores do partido, envolvidos em casos de corrupção. “Eles têm medo de Lula na rua. Por intermédio da palavra dele, a comparação da esquerda no poder com a direita resulta numa goleada”, contou.

Falando ao microfone para a militância na porta da Polícia Federal, o parlamentar garantiu que Lula está lutando para susair da situação em que se encontra. “Todos nós sabemos que há uma perseguição política, que é dita, inclusive, por juristas, juízes, promotores e advogados, que reconhecem um processo absolutamente falho. Vamos passar por isso”, afirmou.

Lula
LulaFoto: Nelson Almeida / AFP

O cenário político nacional aguardou com grande inquietação a chegada do dia 24 de janeiro, momento determinante para a corrida presidencial de 2018. Entretanto, a sentença que se abateu sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tornou o xadrez ainda mais confuso, porque concretizou o pior dos quadros e instalou um ambiente de completa imprevisibilidade.

Agora, para ser candidato, Lula deverá enfrentar um périplo nas principais cortes do País. O petista está atualmente inelegível, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, e também em vias de ser preso, devido à condenação em segunda instância. As chances de continuar no páreo diminuíram e o Judiciário não cede um milímetro à sorte do petista.

A estratégia para vencer os obstáculos nos âmbitos eleitoral e penal é apelar para todos os recursos e brechas disponíveis.


A publicação do acórdão com a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), nessa semana, dá início à briga com as cortes. A defesa de Lula deve apresentar os embargos declaratórios aos desembargadores da 8ª Turma - o que lhe dará cerca de dois meses de sobrevida, todavia sem expectativa de que o resultado lhe favoreça. Os três magistrados que julgaram o ex-presidente vêm negando, sucessivamente, esse tipo de instrumento, e os votos têm até reprimendas pelo que é considerado uso inadequado desse meio. É consenso entre analistas de que o TRF4, certamente, será hostil ao petista, principalmente pelo alinhamento com que ele foi condenado.

Cartel
Lula tem adotado, como tática, o discurso de desqualificação do processo penal e do próprio Judiciário, numa tentativa de polarizar com os juízes e atrair para si a simpatia da opinião pública. Após o julgamento, o petista acusou os desembargadores do TRF4 - e a Justiça como um todo - de "cartel" e assegurou que não tem razão para respeitar a decisão do tribunal.

O professor de Ciência Política da PUC-RJ, Ricardo Ismael, acredita que essa estratégia tem tudo para fracassar, porque “os juízes não morderam a isca”, não entraram na briga. “Os desembargadores ficaram em silêncio. Depois que acabou o julgamento, ninguém falou mais nada.

O PT adotou essa mesma narrativa de depreciar o Judiciário durante o impeachment de Dilma. A militância adorou, mas o resultado é que o partido desidratou em 2016, perdendo 60% das prefeituras”, diz.


A possibilidade de que Lula seja preso motivou um advogado, John Lennon Silvestre de Melo, que não representa o ex-presidente, a apresentar ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) um pedido de habeas corpus preventivo em favor do petista, o qual foi negado pelo ministro Humberto Martins na última sexta-feira. Um dia antes, na quinta, o juiz federal do DF, Ricardo Leite, determinou a apreensão do passaporte do ex-presidente, impedindo-o de viajar à Etiópia. A defesa recorreu ao TRF1, em Brasília, para reaver o passaporte, alegando que a decisão foi sem fundamento e baseada em suposições. Mas o episódio demonstra que o cerco a Lula está se fechando.

Prisão
A execução provisória da pena de prisão, após o julgamento dos embargos declaratórios, pode ser sustada por meio de um pedido de efeito suspensivo da pena feito ao STJ ou via um pedido de habeas corpus.

O Supremo Tribunal Federal diverge sobre a obrigatoriedade da prisão após condenação em segunda instância, tema sobre o qual os 11 ministros devem se debruçar nos próximos meses para chegar a um novo entendimento.

Buscando evitar a ebulição social, é provável que o STF favoreça Lula. "O Supremo teria que julgar o pedido de efeito suspensivo. Por razões de segurança jurídica, teria que ser julgado antes da eleição. Não é possível você ter uma disputa onde não se sabe se um dos principais candidatos vai estar habilitado para ela", afirma Ricardo Ismael.


A jogada seguinte no xadrez jurídico, para dar continuidade ao processo, é recorrer na terceira instância: são provocados simultaneamente o STJ e o STF. Um artigo da revista Piauí aposta que as maiores chances de Lula lograr êxito estão no STJ, Corte menos visada pela opinião pública, com uma grande quantidade de ministros que estão longe dos holofotes da mídia e que, por isso, teriam mais folga para reverter a decisão do TRF4.

Esses recursos servem, justamente, para corrigir a má aplicação da lei ou a afronta às normas constitucionais. Logo, caso seja necessário, eles têm a possibilidade de anular o processo por completo, desde a primeira instância do juiz Sérgio Moro.

assuntos

comece o dia bem informado: