A-A+

Bolsonaro aciona justiça contra editora Abril por processo sigiloso que envolve a ex-mulher

A revista Veja, de acordo com o Bolsonaro, "perdeu toda a noção do limite do possível", "toca em absurdos" e publica "fatos ocorridos há mais de dez anos"

Bolsonaro tem apoiadores aguardando seu retorno ao Rio de JaneiroBolsonaro tem apoiadores aguardando seu retorno ao Rio de Janeiro - Foto: YouTube / Reprodução

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) revelou, em um vídeo no YouTube, que apresentou notícia-crime contra a editora Abril no Ministério Público do Rio de Janeiro. Ele questiona a revista Veja por, segundo ele, ter desrespeitado segredo de Justiça ao publicar informações sobre o processo envolvendo a ex-mulher.

Leia também
Ex-esposa acusou Bolsonaro de furto de cofre e agressividade, diz Veja
Frente evangélica divulga manifesto contra Bolsonaro
Madonna e Cher aderem a movimento contrário a Bolsonaro
'Se protejam, saiam juntas', diz Ciro a mulheres sobre protesto contra Bolsonaro


A revista, de acordo com o deputado, "perdeu toda a noção do limite do possível", "toca em absurdos" e publica "fatos ocorridos há mais de dez anos". "Isso [o processo], reza a lei, envolvia inclusive um menor de idade". "A revista pega as alegações iniciais da ex-mulher, não pega as minhas alegações nem fala sobre o deslinde, sobre as consequências desse processo. E vai com tudo para cima de mim. O objetivo: tentar me desconstruir", afirma Bolsonaro no vídeo.

Segundo ele, Ana Cristina "diz que ela, de cabeça quente, falou coisas que não eram verídicas". "Respondo qualquer uma daquela acusação sem problema nenhum, no momento oportuno", diz o candidato. O presidenciável fala ainda que está na frente nas pesquisas e é "quem tem tudo para ganhar as eleições". "O único que pode quebrar o sistema sou eu. E o sistema, e a Veja faz parte do sistema, faz de tudo para me tirar de combate. Não conseguirão, porque a verdade prevalecerá", afirma.


Veja também

Senado aprova MP que altera tolerância no peso de caminhões e ônibus
cargas

Senado aprova MP que altera tolerância no peso de caminhões e ônibus

Conta de empresa de ex-mulher de Bolsonaro registrou 1.185 saques que somam R$ 1,1 milhão em espécie
BOLSONARO

Conta de empresa de ex-mulher de Bolsonaro registrou 1.185 saques que somam R$ 1,1 milhão em espécie