Lei Paulo Gustavo

Bolsonaro afirma que vetou Lei Paulo Gustavo para investir em Santas Casas e agronegócio

Presidente disse que governadores iriam repassar dinheiro para 'figurões' do setor cultural

Ator Paulo Gustavo Ator Paulo Gustavo  - Foto: Reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (9) que os recursos que seriam destinados à Lei Paulo Gustavo, projeto de lei de incentivo ao setor cultural que foi vetado por ele, serão agora repassados para o agronegócio e para Santa Casas .

A lei previa a destinação de R$ 3,8 bilhões para o setor e foi batizada em nome do ator, que morreu no ano passado em decorrência da Covid-19. O projeto foi vetado por Bolsonaro na última terça-feira (5).

Durante visita à cidade de Bandeirantes (PR), Bolsonaro afirmou que governadores iriam aproveitar a lei para repassar recursos para "figurões" que, segundo ele, foram prejudicados por mudanças na Lei Rouanet.

"Aprovaram a Lei Paulo Gustavo. 4 bilhões para governadores aplicaram em cultura. O Rui Costa vai aplicar em que na cultura na Bahia? Com aqueles figurões que ficaram fora da Lei Rouanet".

O presidente disse que o governo precisa de R$ 3 bilhões para o agronegócio e de R$ 2 bilhões para Santas Casas.

"Então vetei porque, inclusive, estamos precisando de R$ 2 bilhões para as Santa Casas e R$ 3 bilhões, mais ou menos, para a gente acertar o final do agronegócio, dada às secas e outros problemas que nós tivemos. Esse dinheiro podia e pode perfeitamente ir para lá".

A proposta garantia o investimento de R$ 2,79 bilhões ao setor audiovisual e R$ 1,06 bilhão para outros projetos culturais. O objetivo era trazer um alívio econômico ao setor, duramente afetado pela pandemia.

Ao vetar a proposta, Bolsonaro argumentou "contrariedade ao interesse público", já que o texto destina recursos do Orçamento Geral da União sem apresentar formas de compensar a despesa.  Os valores sairiam do Fundo Nacional de Cultura (FNC) e seriam operados diretamente pelos estados e municípios.

Parlamentares já demonstraram a intenção de derrubar o veto do presidente. Neste sábado, contudo, Bolsonaro condicionou o apoio a Santas Casas e agronegócio à manutenção do veto

"Então se o pessoal mantiver meu veto nós temos como resolver os problemas das Santas Casas que fazem um trabalho excepcional, volume muito grande, perante as pessoas necessitadas e também dar uma sobrevida, sobrevida não, ajudar o nosso agronegócio, tendo em vista a seca que se abateu nos últimos meses, em especial, na região Sul".

Veja também

Cassação de Arthur do Val é publicada no Diário Oficial de São Paulo
Arthur do Val

Cassação de Arthur do Val é publicada no Diário Oficial de São Paulo

STF rejeita dar prazo para Lira avaliar pedido de impeachment de Bolsonaro
Política

STF rejeita dar prazo para Lira avaliar pedido de impeachment de Bolsonaro