Bolsonaro avalia nomes de militares mulheres para posto de porta-voz

A ideia inicial era de que o nome fosse oficializado nesta quinta-feira (3), mas o anúncio acabou adiado para a próxima terça-feira (8).

Jair Bolsonaro, presidenteJair Bolsonaro, presidente - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) avalia nomes de militares mulheres do Exército e da Marinha para o posto de porta-voz do governo federal.

A ideia inicial era de que o nome fosse oficializado nesta quinta-feira (3), mas o anúncio acabou adiado para a próxima terça-feira (8).

Bolsonaro já disse, em conversas reservadas, que quer alguém afinado ideologicamente com ele. O escolhido deixará de ser vinculado à Secretaria de Comunicação Social e responderá diretamente ao gabinete do presidente.

Leia também:

Bolsonaro quer fazer reuniões frequentes com equipe de ministros, diz Heleno
Em visita ao GSI, Bolsonaro conhece rotina de segurança da Presidência
Governo vai revisar contratações e demissões de comissionados


O nome pensado inicialmente pela equipe presidencial foi do jornalista Alexandre Garcia, que deixou a Rede Globo na semana passada e ocupou o cargo na gestão de João Figueiredo na ditadura militar.

Ele, contudo, já declarou que não integrará o novo governo. Segundo relato de um assessor presidencial, ele deverá ser, mesmo assim, consultado sobre os nomes antes da oficialização do escolhido pelo presidente.

O jornalista participou como convidado da posse do novo presidente e já escreveu que a eleição de Bolsonaro representava "uma revolução de ideias".

Ele também foi elogiado publicamente pela família do presidente nas redes sociais e é admirado pela cúpula militar da nova administração.

Apesar de ele ter negado participar do governo, auxiliares presidenciais ainda têm a esperança que ele atue como uma espécie de consultor informal da gestão.

Veja também

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19
Coronavírus

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral
Política

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral