Bolsonaro diz que Câmara é soberana para alterar Previdência

Economia com a reforma da Previdência pode chegar a R$ 1,236 trilhão em 10 anos

Presidente Jair BolsonaroPresidente Jair Bolsonaro - Foto: AFP

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (25), em Brasília, que a Câmara dos Deputados é soberana para fazer alterações na reforma da Previdência que “melhor atenda às necessidades de todos”.

“Mas a economia é importante. A gente espera que ela passe da forma mais próxima a que nós encaminhamos para lá”, afirmou, em conversa com jornalistas, no Palácio do Planalto, após a solenidade de assinatura do decreto que extinguiu o horário de verão no país.

O Ministério da Economia informou que, caso seja aprovada na íntegra, a economia prevista pelo governo com a reforma da Previdência pode chegar a R$ 1,236 trilhão em 10 anos.




Leia também:
Bolsonaro almoça em bandejão do Planalto e leva equipe de imagem
PSDB irá relatar a reforma da Previdência e PR comandará a comissão
O passo a passo da reforma da Previdência no Congresso Nacional


Bolsonaro disse ainda que espera que não haja “nenhuma turbulência” até a aprovação da reforma. “Se Deus quiser não haverá e nós devemos virar essa página o mais rápido possível da nova Previdência”, disse, destacando a liderança do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no andamento da tramitação da proposta.

A comissão especial que vai analisar a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência (PEC 6/19) foi instalada hoje na Câmara. Após acordo de líderes, Maia anunciou o deputado Marcelo Ramos (PR-AM) para presidir a comissão especial. A relatoria caberá ao deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

Veja também

Bolsonaro tem aprovação menor do que ex-presidentes que enfrentaram escândalos
GOVERNO FEDERAL

Bolsonaro tem aprovação menor do que ex-presidentes que enfrentaram escândalos

Miguel Coelho fortalece projeto para 2022
Edmar Lyra

Miguel Coelho fortalece projeto para 2022