A-A+

Bolsonaro diz que enviará projeto de lei para dobrar diárias de soldados

'Os soldados trabalham de domingo a domingo nas estradas e ganham uma diária de R$ 25. A nossa ideia é passar para R$ 50. Eu acho que não é muito'

Jair Bolsonaro, presidente do BrasilJair Bolsonaro, presidente do Brasil - Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta sexta-feira (27) que enviará ao Poder Legislativo projeto de lei para dobrar a diária de soldados de R$ 25 para R$ 50.
Na entrada do Palácio do Alvorada, onde parou para cumprimentou um grupo de eleitores, ele afirmou que a proposta está pronta e já recebeu autorização da equipe econômica.

Na opinião do presidente, o Poder Legislativo não vai ter dificuldade de aprovar a iniciativa, que deve ser encaminhada em fevereiro. "Os soldados trabalham de domingo a domingo nas estradas e ganham uma diária de R$ 25. A nossa ideia é passar para R$ 50. Eu acho que não é muito", disse.

Em agosto, diante de um contingenciamento orçamentário, o Exército chegou a autorizar a redução do expediente de recrutas.

Leia também:
Com Bolsonaro, registros de novas armas aumentam ao menos 48%
Bolsonaro extingue prisão disciplinar para PMs e bombeiros

Ainda segundo Bolsonaro, a questão poderia ser resolvida concedendo 1,5% de reajuste – que caberia a Lei Orçamentária ao invés de 8% como prometido a policiais militares, civis e bombeiros do DF, mas segundo o próprio presidente a avaliação é de que dessa forma a medida poderia ser considerada uma “acinte”.

O presidente disse ainda que pretende enviar ao Congresso, em 2020, um projeto que aumenta o valor de uma espécie de diária paga a soldados: "Esta garotada que está engajada no Exército, trabalha de domingo a domingo nas estradas. Eles ganham uma representação de R$ 25. Vamos passar para R$ 50."

Ainda nesta sexta-feira o presidente segue para a Base Naval de Aratú, a 42 quilômetros de Salvador, onde passa a virada do ano e permanece até o dia 5 de janeiro.

Veja também

Governo mantém regras excepcionais no setor de energia elétrica
Energia

Governo mantém regras excepcionais no setor de energia elétrica

Bivar se consolida com o União Brasil e garante protagonismo em 2022
Edmar Lyra

Bivar se consolida com o União Brasil e garante protagonismo em 2022