A-A+

Bolsonaro elogia Congresso por aprovação de texto que libera crédito extra

"Parabenizo o Congresso pela consciência e responsabilidade nesta aprovação!", escreveu o presidente na noite desta terça-feira (11) em sua conta nas redes sociais

Presidente Jair BolsonaroPresidente Jair Bolsonaro - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em novo afago ao Congresso, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou as redes sociais para comemorar a aprovação de um projeto que libera dinheiro para o governo pagar benefícios assistenciais e aposentadorias neste ano.

"Por 450 x 0 votos na Câmara e 61 x 0 no Senado, O PLN 4 ESTÁ APROVADO! Com isso, poderemos garantir o pagamento de benefícios aos mais necessitados, como idosos com deficiência, BPC e Bolsa Família. Parabenizo o Congresso pela consciência e responsabilidade nesta aprovação!", escreveu o presidente na noite desta terça-feira (11) em sua conta nas redes sociais.

Leia também:
Na Fiesp, Bolsonaro defende que governo não atrapalhe empresários
Bolsonaro reclama de pressões, elogia Congresso e se cala sobre Moro na Fiesp
Empresários vão jantar com Bolsonaro na casa de Paulo Skaff


O Congresso aprovou por unanimidade o texto que libera os recursos após forte apelo de Bolsonaro, que no fim de semana disse que beneficiários ficariam sem dinheiro se o projeto não fosse validado pelo Legislativo. Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), atuaram na articulação.

Após a promessa de liberação de recursos para educação, o governo fechou acordo com a oposição e partidos independentes, o que destravou a análise da proposta. O texto, agora, segue para sanção presidencial. Com o aval do Congresso, o presidente Jair Bolsonaro poderá obter R$ 248,9 bilhões por meio de emissão de títulos públicos. Isso significa que os parlamentares autorizaram o governo a descumprir a chamada "regra de ouro".

Essa norma impede o governo federal de se endividar para pagar despesas obrigatórias, como Previdência Social e benefícios assistenciais. Bolsonaro precisava aprovar o projeto até o fim desta semana. Caso contrário, já começaria a faltar dinheiro para o pagamento do BPC (benefício assistencial) a idosos carentes neste mês.

Veja também

Senado aprova alteração nas regras dos fundos constitucionais
Medida Provisória

Senado aprova alteração nas regras dos fundos constitucionais

CNJ aprova norma para atendimento da população de rua nos tribunais
Justiça

CNJ aprova norma para atendimento da população de rua nos tribunais