A-A+

Bolsonaro envia 'certificado de reconhecimento' para Schwarzenegger

O diploma foi entregue ao ator, que governou o estado da Califórnia, pelo deputado Alexandre Frota (PSL-SP)

Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL)Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL) - Foto: Mauro Pimentel / AFP

Fã declarado nos Estados Unidos de políticos republicanos, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) homenageou o ator Arnold Schwarzenegger, 71, com um "certificado de reconhecimento".

O diploma foi entregue ao ator, que governou o estado da Califórnia, pelo deputado Alexandre Frota (PSL-SP). O Planalto confirmou nesta segunda (15) a homenagem. Fisiculturista profissional, Schwarzenegger participou de um evento da modalidade em São Paulo, no último fim de semana.

"Ao ilustríssimo senhor Arnold Schwarzenegger. Os agradecimentos da República Federativa do Brasil pela sua dedicação e integridade durante sua trajetória na vida artística, social e política", dizia a mensagem, emoldura e protegida por um vidro, entregue ao ator.

Leia também:
Arnold Schwarzenegger grava vídeo com Doria dizendo slogan do governador
Bolsonaro não dá ganho real a mínimo e diz que nova política vem até dezembro


No domingo (14), o governador de São Paulo, João Doria, se encontrou com Schwarzenegger e, logo depois, publicou um vídeo em sua conta no Twitter em que o ator aparece dizendo "Acelera, baby", uma mistura do slogan de campanha de Doria ("Acelera, São Paulo") e seu bordão, "Hasta la vista, baby", criado na franquia "O Exterminador do Futuro".

No tuíte, Doria ainda escreveu: "Um querido amigo! Schwarzenegger is in the house". Durante o encontro dos dois, Schwazernegger reforçou o apoio da organização ambientalista R20 - Regions of Climate Action, que em São Paulo desenvolve projetos sustentáveis e apoia o Programa Município Verde Azul.

Schwarzenegger desembarcou em São Paulo na sexta-feira (12) para abrir o Arnold Sports Festival South America. A feira esportiva tem como principal atrativo as provas de fisioculturismo.

O evento está na mira da Confederação Brasileira de Musculação, Fisiculturismo e Fitness (CBMFF), que acusa a feira de ser conivente com o uso de doping no seu principal atrativo, as competições de fisiculturismo, e de se associar a pessoas e empresas que comercializam de forma ilegal anabolizantes esteroides no país.

Veja também

FH defende frente ampla contra Bolsonaro, incluindo PT: 'Eu não discrimino'
ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

FH defende frente ampla contra Bolsonaro, incluindo PT: 'Eu não discrimino'

Senadores discutem na CPI: 'Vai pros quintos'; 'vai você e seu presidente (Bolsonaro)'
CPI da Covid

Senadores discutem na CPI: 'Vai pros quintos'; 'vai você e seu presidente (Bolsonaro)'