Bolsonaro fará extraordinário governo, afirma Temer

Temer também defendeu o legado de seu governo, dizendo que conseguiu virar o jogo e superar a crise econômica que atingiu a administração de sua antecessora, Dilma Rousseff (PT)

Michel TemerMichel Temer - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Em afago ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o presidente Michel Temer (MDB) disse nesta sexta-feira (14) que tem absoluta certeza que seu sucessor e sua equipe farão um governo extraordinário.

"Não só pelo que revelaram nas suas falas, mas pela história de Bolsonaro e dos que compõem sua equipe", afirmou na cerimônia de lançamento do submarino Riachuelo, no Complexo Naval de Itaguaí, no Rio de Janeiro.

Temer também defendeu o legado de seu governo, dizendo que conseguiu virar o jogo e superar a crise econômica que atingiu a administração de sua antecessora, Dilma Rousseff (PT), por meio de uma agenda de reformas que está "modernizando" o país.

Leia também:
Bolsonaro diz que revisará contratos de publicidade da Caixa
Bolsonaro diz que Itália pode contar com ele para extradição de Battisti
Bolsonaro quer doar mais de R$ 1 mi de sobras de campanha


Bolsonaro também participou da cerimônia, mas não discursou. Em meio à polêmica envolvendo Fabricio Queiroz, seu amigo e ex-assessor de seu filho Flávio, o presidente eleito decidiu não falar com a imprensa. Em relatório, o Coaf identificou movimentações financeiras atípicas na conta de Queiroz.

Veja também

Direção da PF barra promoção de delegado de caso Salles para cargo de chefia
Polícia Federal

Direção da PF barra promoção de delegado de caso Salles para cargo de chefia

'É bem mais grave', diz deputado sobre relatos de irmão por pressão do governo pela Covaxin
Covaxin

'É bem mais grave', diz deputado sobre relatos de irmão por pressão do governo pela Covaxin