Política

Bolsonaro faz chamado para jejum religioso neste domingo contra coronavírus

O chefe do Executivo compartilhou neste sábado (4) um vídeo nas redes sociais em que ele e vários pastores pedem para a população ficar um dia sem comer.

Jair BolsonaroJair Bolsonaro - Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro fez uma convocação para um jejum religioso nacional neste domingo (5) para o país superar a crise desencadeada pelo novo coronavírus.
O chefe do Executivo compartilhou neste sábado (4) um vídeo nas redes sociais em que ele e vários pastores pedem para a população ficar um dia sem comer.
Na última quinta-feira (2), Bolsonaro já havia convocado as pessoas a jejuar para o que
o Brasil "fique livre desse mal", em referência à pandemia.

Na gravação publicada neste sábado, a voz de um narrador anuncia que "os maiores líderes evangélicos deste país atenderam à proclamação santa feita pelo chefe supremo da nação".

De acordo com o vídeo, Bolsonaro convocou o "exército de cristo para a maior campanha de jejum e oração já vista no país". Os líderes das maiores igrejas evangélicas do Brasil, como Valdemiro Santiago, RR Soares, Bispo Rodovalho e Edir Macedo, aparecem no vídeo.

Além disso, três deputados da bancada evangélica também participam da convocação: Abílio Santana (PR-BA), Silas Câmara (Republicanos-AM) e Marco Feliciano (Sem partido-SP). O último afirma que as pessoas têm de orar e "pedir misericórdia para que essa praga cesse e todas as previsões ruim para o Brasil caiam por terra".
Ao final, o narrador afirma que neste domingo a "igreja de cristo na terra irá clamar e o inferno irá explodir".


Leia também:
Para 51%, Bolsonaro mais atrapalha do que ajuda na crise sanitária, diz Datafolha
Bolsonaro pede a primeiro-ministro da Índia que continue fornecendo insumos para cloroquina
Aprovação do Ministério da Saúde sobe 21 pontos e é mais que o dobro da de Bolsonaro, diz Datafolha


Veja também

Presidente do FNDE nega influência de pastores em decisões do órgão
Escândalo do MEC

Presidente do FNDE nega influência de pastores em decisões do órgão

Presidente veta nomeação de Nise da Silveira como Heroína da Pátria
Veto presidencial

Presidente veta nomeação de Nise da Silveira como Heroína da Pátria