Bolsonaro: mudaremos a direção que governos anteriores deram ao Brasil

Presidente eleito se reuniu com equipe ministerial nesta manhã e deve fazer declaração às 16h

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) em reunião com equipe ministerialPresidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) em reunião com equipe ministerial - Foto: Governo de Transição/Direitos reservados

Pouco depois das 10h, horário marcado para o início da primeira reunião ministerial do governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, os 22 futuros ministros já estavam na residência oficial da Granja do Torto. Bolsonaro deixou o Rio de Janeiro por volta das 7h para comandar a reunião ao lado do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão.

“Em Brasília, onde passaremos o dia com futuros ministros, recebendo informações e estabelecimentos de metas iniciais para que comecemos agindo de forma efetiva no dia primeiro de janeiro de 2019. Não há dúvidas que mudaremos a direção que governos anteriores colocaram o Brasil!”, afirmou Bolsonaro no Twitter.

Os ministros evitaram falar com a imprensa antes da reunião. A expectativa é que seja feita uma declaração ao fim do encontro por volta das 16h. Os futuros ministros da Secretaria de Governo, Gustavo Bebbiano, e da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, cumprimentaram os jornalistas e sorriram, mas não forneceram informações.



Leia também:
Bolsonaro deve discutir corte de gastos e cargos públicos em primeira reunião ministerial
Bolsonaro diz que vai 'denunciar e revogar' Pacto Global da Migração
Após empossado, Bolsonaro diz que a “barra vai ser pesada”
Criam narrativas para nos desgastar, diz Bolsonaro sobre transferências de obras sacras


Ambos disseram desconhecer detalhes sobre a pauta da reunião. Para chegar à Granja do Torto, residência oficial utilizada por Bolsonaro e sua família em Brasília, Pontes veio de carona em um carro popular. Ele disse apenas que toda a estrutura de sua pasta está concluída.

A equipe de transição que trabalha no CCBB desde 5 de novembro intensificou as atividades nos últimos dias para poder apresentar um desenho mais conclusivo sobre as prioridades e a estrutura do novo ministério.

A previsão é que o tema da reunião, convocada pelo presidente eleito, seja a organização já elaborada pelos ministros para suas área. Esta é a primeira reunião com a equipe completa e ocorre a menos de duas semanas da posse do novo governo, marcada para o dia 1º de janeiro de 2019.

Veja também

Câmara discute adesão do Brasil à convenção de crimes cibernéticos
Congresso

Câmara discute adesão do Brasil à convenção de crimes cibernéticos

Pacote de Moro vai quadruplicar demanda por vagas em presídios e aumentar gastos, diz CNJ
Presídios

Pacote de Moro vai quadruplicar demanda por vagas em presídios e aumentar gastos, diz CNJ