Política

Bolsonaro participa de filiação de deputados ao PL

Ao menos dez parlamentares entraram para o partido do presidente

Presidente Jair Bolsonaro Presidente Jair Bolsonaro  - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro participou neste sábado(12) de uma cerimônia de filiação de um grupo de deputados bolsonaristas ao Partido Liberal (PL). Bolsonaro que ingressou no partido no final do ano passado assinou a ficha de filiação de diversos deputados na sede da legenda em Brasília.

Entre os presentes no evento, estavam a ministra Flavia Arruda, da Secretaria de Governo, que também é presidente do PL no Distrito Federal, e o secretário de Cultura, Mário Frias, que já tinha se filiado ao partido logo após o presidente.

O PL não divulgou a lista de deputados que ingressaram no partido, mas o GLOBO apurou que pelo menos 10 confirmaram a entrada no partido na data de hoje. Existe a expectativa de que outro evento como esse seja realizado no próximo final de semana para a filiação de mais deputados.

De acordo com o deputado Coronel Tadeu, que assinou sua ficha de filiação no evento, a expectativa é que o partido, hoje com 44 deputados, ultrapasse as 60 cadeiras e se torne o maior partido da Câmara dos Deputados. Atualmente, a maior bancada é a do União Brasil, resultado da fusão do PSL com o DEM. Entretanto, o União deve perder parlamentares, principalmente bolsonaristas,  durante a janela partidária, que termina no dia 1 de abril.

"O presidente desejou sorte pra todo mundo, é o que a gente mais precisa, que a gente tenha sorte nas eleições. As chapas estão muito fortes, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo. A ideia é fazer deputados em todos os estados", afirmou o Coronel Tadeu.

Antes do evento, a ministra Flavia Arruda afirmou que todos os partidos da base do governo devem ganhar deputados durante a janela partidária.

"Está tendo muita filiação nos outros partidos também. O ministro Ciro Nogueira tem viajado muito com as filiações dos estados. O Republicanos também. É natural que o partido que o presidente está acabe tendo mais pessoas, isso é mais natural mas os outros partidos da base também estão tendo filiações", afirmou.

Veja também

Joias, 8 de janeiro, pandemia: Bolsonaro é investigado em cinco inquéritos no STF
investigação

Joias, 8 de janeiro, pandemia: Bolsonaro é investigado em cinco inquéritos no STF

Brasil proporá troca de dívida contra pobreza na África
g20

Brasil proporá troca de dívida contra pobreza na África