Bolsonaro recebe prefeito de Miami no Palácio Planalto

Brasil é um parceiro estratégico, diz Francis Suarez

Prefeito de Miami Francis Suarez e o Presidente Jair Bolsonaro Prefeito de Miami Francis Suarez e o Presidente Jair Bolsonaro  - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta sexta-feira (15), no Palácio do Planalto, a visita do prefeito de Miami, Francis Xavier Suarez. Ao deixar o encontro, Suarez disse que o Brasil é um parceiro estratégico para a cidade de Miami e que quer fortalecer projetos específicos e acordos mútuos entre as localidades.

De acordo com o prefeito, os números justificam a importância do Brasil para a cidade, pois 300 mil brasileiros vivem na região de Miami, um milhão visitam o estado da Flórida e meio milhão vão à cidade a cada ano. Suarez disse que convidou o presidente Bolsonaro para ir à Miami, em setembro, durante sua passagem pelos Estados Unidos para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York. “Esperamos que ele aceite o convite”, afirmou.

Leia também:
Bolsonaro reduz impostos sobre jogos eletrônicos
Bolsonaro nega saída de Cintra e diz que secretário 'por enquanto está muito bem'


Sobre a indicação do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, como embaixador nos Estados Unidos, Suarez disse que, independente de quem for o escolhido, os americanos o receberão de “braços abertos, especialmente se for o filho do presidente”.

Eduardo Bolsonaro participou do encontro, no Palácio do Planalto, e deixou Suarez impressionado “com a sua postura e sua capacidade de tratar das questões em diversas línguas”. Segundo o prefeito, eles conversaram em português, espanhol e inglês.

Suarez disse ainda que teve uma excelente semana de trabalho no Brasil e que se sentiu uma receptividade calorosa em sua primeira viagem ao país. Ele desembarcou no Brasil na última segunda-feira (12) e teve encontros com o governador de São Paulo, João Doria, e com prefeito da capital paulista, Bruno Covas.

O prefeito também visitou o Rio de Janeiro e se reuniu com o governador do estado, Wilson Witzel, e com o prefeito Marcelo Crivella.

Veja também

Alerj vota impeachment de governador afastado do Rio, Wilson Witzel
Rio de Janeiro

Alerj vota impeachment de governador afastado do Rio, Wilson Witzel

Cristofobia citada por Bolsonaro em discurso na ONU contradiz dados brasileiros
ONU

Cristofobia citada por Bolsonaro em discurso na ONU contradiz dados brasileiros