Bolsonaro receberá homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA em Dallas

Após desistir da cerimônia em Nova York, o presidente Jair Bolsonaro confirmou a informação em seu programa no Facebook

Presidente Jair BolsonaroPresidente Jair Bolsonaro - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira (9) que receberá na próxima semana, em Dallas, a homenagem da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos de "Personalidade do Ano", após desistir da cerimônia programada para Nova York.

Em seu programa semanal no Facebook, Bolsonaro informou que "na terça-feira à noite partiremos para Texas, Dallas, e não mais para Nova York, porque o prefeito não quer nossa presença lá".

"Não tem problema, fica tranquilo, eu respeito o seu interesse de não me querer aí, não sei o que você ganha com isso, mas respeito", disse Bolsonaro sobre o prefeito de Nova York, Bill de Blasio.

Bolsonaro destacou que durante sua viagem a Dallas, nos dias 15 e 16 de maio, será recebido pelo ex-presidente George W. Bush e pelo senador republicano Ted Cruz.

"Faremos a agenda que iríamos fazer em Nova York. Receberei este prêmio por parte da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos".

Leia também:
'Se não posso ser bem recebido em Nova York, seremos no Texas', diz Bolsonaro
Bolsonaro afirma que 'racismo é algo raro no Brasil'

Bolsonaro deveria receber o prêmio de "Personalidade do Ano" no dia 14 de maio, no Museu de História Natural dos Estados Unidos, em Nova York, mas a instituição anunciou em abril que desistia de abrigar o evento por não ser o "local ideal" para a homenagem.

O ato foi transferido então para o hotel Marriot Marquis, na Times Square, mas logo em seguida grupos protestaram diante do prédio contra a realização da cerimônia.

Bill de Blasio se uniu ao boicote chamando Bolsonaro de "ser humano muito perigoso", e finalmente o presidente anunciou que não iria ao evento na cidade.

Em meio à polêmica, vários patrocinadores, como a companhia aérea Delta, o jornal britânico Financial Times e a consultoria Bain & Company retiraram seu patrocínio ao evento.

Anualmente, a Câmara de Comércio escolhe duas "personalidades" - uma brasileira e outra americana - e realiza um jantar de gala para mais de mil pessoas, com entradas ao preço individual de 30 mil dólares, já esgotadas para a recepção de Bolsonaro.

Veja também

Pacheco diz que conversará com Alcolumbre sobre sabatina de Mendonça
Congresso

Pacheco diz que conversará com Alcolumbre sobre sabatina de Mendonça

Petistas estimulam tese fantasiosa de que facada de Adélio em Bolsonaro foi forjada
Política

Petistas estimulam tese fantasiosa de que facada de Adélio em Bolsonaro foi forjada