Bolsonaro se reúne com governador eleito de SC, PSD, bombeiros e PMs

Governador eleito de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, é um dos principais aliados de Bolsonaro

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL)Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) - Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Um dia depois de ser diplomado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pedir o apoio de todos, inclusive dos que não votaram nele, para governar, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, retoma nesta terça-feira (11) em Brasília a agenda repleta de compromissos. O dia começa cedo com encontro com bombeiros e policiais militares.

Leia também
Bolsonaro e Mourão são diplomados no TSE
Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles não votaram nele
Democracia é diálogo e tolerância, diz Rosa Weber ao diplomar Bolsonaro no TSE


Bolsonaro se reúne com o governador eleito de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), um dos seus principais aliados. Durante a campanha eleitoral, Moisés, que é coronel do Corpo de Bombeiros, não era apontado como favorito. Porém, venceu as eleições.

No final da tarde, o presidente eleito e o ministro extraordinário de transição, Onyx Lorenzoni, que assumirá a Casa Civil, têm encontro marcado com a bancada do PSD. Amanhã será a vez de se reunir com o DEM, PSL e PP, além do governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB).

A expectativa é em torno da reunião com o PSL, que é o seu partido, pois Bolsonaro tentará dirimir as divergências internas que geraram troca de acusações. A sigla foi a que mais cresceu nas eleições deste ano, ganhando 42 novos deputados e se tornando a segunda maior bancada da Câmara, atrás apenas do PT, que tem 56. Na semana passada, o presidente eleito conversou com integrantes do MDB, PRB, PR e PSDB.

Nesta quarta-feira (12), o presidente eleito almoça com a sua turma de formandos da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), no Clube do Exército.

Veja também

Gilmar suspende inquérito contra desembargador que deu carteirada para não usar máscara
STF

Gilmar suspende inquérito contra desembargador que deu carteirada para não usar máscara

Governo desrespeita prazos, e Lewandowski cobra planos para Manaus e vacinação
Pandemia

Governo desrespeita prazos, e Lewandowski cobra planos para Manaus e vacinação