'Brasil faz chamado à paz', diz Temer sobre confrontos na faixa de Gaza

O pedido de Michel Temer acontece no dia considerado mais violento desde que os palestinos iniciaram uma onda de protestos há sete semanas

Michel TemerMichel Temer - Foto: Beto Barata/PR

Por meio de sua conta nas redes sociais, o presidente Michel Temer lamentou nesta segunda-feira (14) os conflitos na região da faixa de Gaza, que já deixaram ao menos 55 palestinos mortos e mais de 2.700 feridos.

Leia também
Palestina acusa Israel de cometer massacre em Gaza
Palestinos são mortos por soldados israelenses em protesto na Faixa de Gaza
Palestinos resistem com o parkour na Faixa de Gaza


"Lamento profundamente os terríveis episódios de violência na fronteira entre Israel e a Palestina. Nossa solidariedade com os feridos e as famílias dos mortos. O Brasil faz um apelo à moderação, um chamado à paz", escreveu o presidente.

Esta segunda é o dia mais violento desde que os palestinos iniciaram uma onda de protestos há sete semanas -no dia 30 de março, foram 23 mortos e mais de mil feridos. Ao todo, já são 85 mortos no período.

Os atos têm como principal alvo o aniversário de 70 anos de Israel, que ocorre nesta segunda (14). A data coincide ainda com a transferência da embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, medida do governo de Donald Trump.

Veja também

Bolsonaro perde 6 ministros, mas dá as cartas na PF um ano após reunião
Política

Bolsonaro perde 6 ministros, mas dá as cartas na PF um ano após reunião

Ministério do Meio Ambiente tem R$ 2,8 milhões para ações ambientais em fundo no BNDES
Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente tem R$ 2,8 milhões para ações ambientais em fundo no BNDES