Brasil registram manifestações pró e contra Lula

Manifestantes, durante todo o dia fecharam, trechos de quatro rodovias em Pernambuco

Protestos contra o julgamento do ex-presidente LulaProtestos contra o julgamento do ex-presidente Lula - Foto: Sarah Porto/Da editoria de Esportes

Na véspera do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal), em Porto Alegre, manifestações pró e contra o petista foram registradas em diversas cidades do país. Na capital gaúcha, Lula participou durante a noite de um ato na chamada "Esquina Democrática", praça ocupada por seus apoiadores.

Pela manhã, integrantes do MST tinham bloqueado cinco rodovias federais e quatro estaduais na Bahia, queimando pneus e pedaços de madeira no ato em defesa de Lula. Manifestantes também fecharam trechos de quatro rodovias em Pernambuco.

Leia também
[Galeria] Manifestantes interditam Avenida Boa Viagem por prisão de Lula
Movimentos sociais fecham rodovias de Pernambuco contra o julgamento de Lula
Movimentos de esquerda ficarão acampados a 2 km do TRF-4

Na avenida Paulista, em São Paulo, e na orla da praia de Copacabana, zona sul do Rio, os protestos promovidos pelo movimento Vem pra Rua foram pedindo a condenação em segunda instância do ex-presidente pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No primeiro, cerca de mil pessoas, segundo a Polícia Militar, participaram do ato durante a noite, muitas portando bandeiras do Brasil e faixas contra Lula e homenagens a Moro. No local, bonecos pixulecos e bandeiras eram vendidos por preços entre R$5 e R$ 20.

"Por que está tudo mundo com esse sorriso?", perguntou Adelaide de Oliveira, porta-voz do movimento, em cima de um carro de som. "Amanhã será um dia histórico. Lula na cadeia", gritou.

No Rio, os manifestantes ocuparam a avenida Atlântica. Os únicos carros autorizados a passar pelo bloqueio eram os que participariam de uma carreata. Um Pixuleco foi inflado no canteiro central da avenida e manifestantes aplaudiram um banner em tamanho real com a imagem do juiz Sergio Moro.

Em Porto Alegre, o movimento Vem Pra Rua reuniu cerca de 300 pessoas, segundo os organizadores, no Parque Moinhos de Vento. Uma faixa com uma charge do Lula como se fosse um sapo, sendo cozido em um caldeirão e com um boné do MST dominava o cenário do protesto. Nela, os manifestantes também escreveram "vai mentindo, vai fugindo, tua hora vai chegar".

Veja também

TCU veta que governo anuncie em site que promove ilegalidade
Política

TCU veta que governo anuncie em site que promove ilegalidade

STF pressiona contra redução salarial e corte de penduricalhos
Política

STF pressiona contra redução salarial e corte de penduricalhos