Câmara dos Deputados

Câmara aprova projeto que institui o Estatuto da Pessoa com Câncer

Texto prevê atendimento educacional em casa ou no hospital

Tratamento contra o câncerTratamento contra o câncer - Foto: Divulgação

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (27) a proposta que institui o Estatuto da Pessoa com Câncer. A medida tem o objetivo de promover condições iguais de acesso a tratamentos ao tornar obrigatório o atendimento integral à pessoa com câncer por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). A matéria segue para sanção presidencial. 

O texto inclui o direito à presença de acompanhante durante o atendimento e no tratamento. O texto aprovado prevê entre os direitos fundamentais da pessoa com câncer o atendimento educacional em classe hospitalar ou em regime domiciliar, conforme interesse da pessoa e de sua família e nos termos do respectivo sistema de ensino. 

A medida assegura que o atendimento e internação domiciliares devem ser oferecidos sempre que possível no âmbito do SUS. O texto prevê ainda que os pacientes com câncer terão prioridade no tratamento domiciliar.

Outro ponto aprovado pelos deputados é a inclusão de garantia de acesso de todos os pacientes aos medicamentos mais efetivos contra o câncer e a avaliação periódica do tratamento ofertado ao paciente na rede pública de saúde, com adoção das medidas necessárias para diminuir as desigualdades existentes.

Veja também

Acomodação política rende semana de vitórias para BolsonaroGoverno

Acomodação política rende semana de vitórias para Bolsonaro

Alckmin é pressionado por aliados a desistir de ser vice de Lula e disputar Governo de SPEleições 2022

Alckmin é pressionado por aliados a desistir de ser vice de Lula e disputar Governo de SP