Câmara do Recife aprova o Plano Plurianual e a Lei Orçamentária Anual de 2017

Projeto recebeu críticas da oposição e de membros da própria base aliada

Armando Monteiro Neto (PTB), senador e pré-candidato ao Governo do EstadoArmando Monteiro Neto (PTB), senador e pré-candidato ao Governo do Estado - Foto: Ricardo Labastier/SECOM Gravatá

A Câmara do Recife aprovou, na terça-feira (22), em primeira discussão, o Plano Plurianual (PPA) e a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2017. Orçada em R$ 5,9 bilhões, a LOA passou com folga pela ampla base aliada do prefeito Geraldo Julio (PSB). Com um teto congelado, quando comparado com a peça orçamentária de 2016, o texto prevê uma projeção de gastos com obras e instalações na ordem de R$ 1,4 bi. No plenário, antes mesmo da votação, o projeto recebeu críticas da oposição e de membros da própria base aliada.

Uma das poucas oposicionistas a questionar o projeto, a vereadora Marília Arraes (PT) criticou o trâmite da matéria. Ressaltou que o parecer da comissão de Finanças e Orçamento opinando pela aprovação da LOA chegou no apagar das luzes”, condenou. A petista ainda chegou a distribuir carimbos para os integrantes da base do governo como voto de protesto e em alusão ao grau de submissão ao chefe do Executivo. “Esse carimbo é para os colegas entenderem que aqui não é uma Casa de protocolo onde os vereadores só fazem carimbar o que o prefeito manda”, ironizou a oposicionista, sendo contestada pela vereadora Aline Mariano (PMDB). No plenário, a peemedebista disse que a petista queria aparecer e sugeriu “colocar uma melancia na cabeça”. Mariano também considerou que o ato foi de desrespeitoso com os pares e afirmou que cada um “vota consciente”.

Veja também

Miguel Coelho anuncia medidas mais rígidas em Petrolina para combater pandemia

Miguel Coelho anuncia medidas mais rígidas em Petrolina para combater pandemia

Após decisão do presidente do STJ, Queiroz deixa presídio no Rio para cumprir pena em casa
justiça

Após decisão do presidente do STJ, Queiroz deixa presídio no Rio para cumprir pena em casa