Câmara dos Deputados

Câmara proíbe entrada de influencer que chamou Nikolas Ferreira de "chupeta"

Após bate-boca, o parlamentar bolsonarista registrou ocorrência no Departamento de Polícia Legislativa da Casa

Deputado Federal Nikolas Ferreira (PL-MG) Deputado Federal Nikolas Ferreira (PL-MG)  - Foto: Divulgação/ Câmara

A Câmara dos Deputados proibiu a entrada do influenciador Bernardo Moreira no prédio após o estudante ter chamado o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) de "chupeta", em um bate-boca dentro da Casa, na última terça-feira. Na ocasião, a confusão terminou apartada pela Polícia Legislativa, e o parlamentar registrou ocorrência no Departamento de Polícia Legislativa.

De acordo com a Casa, a restrição é prevista em ato de 2020, que autoriza o departamento a "retirar uma pessoa da Câmara e a restringir seu acesso futuro se ela perturbar a ordem dos trabalhos legislativos ou ameaçar praticar ou cometer infração penal ou ato contra congressista, servidor, testemunha, convidado ou outro visitante".

Nikolas registrou um boletim de ocorrência contra o influenciador por agressão a sua honra no exercício de atividade parlamentar. Nas redes sociais logo após o ocorrido, o parlamentar voltou a afirmar ter sido agredido verbalmente, o que, segundo ele, seria crime previsto no Código Penal, por se tratar de um "servidor público em exercício".

O comentário foi feito em referência ao discurso do bolsonarista no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. No dia, o parlamentar discursou na tribuna usando uma peruca e criticou a comunidade trans, a quem se referiu de "homens que se sentem mulheres".

Veja também

Relatório do Código Eleitoral deve ser apresentado até próxima semana
eleições

Relatório do Código Eleitoral deve ser apresentado até próxima semana

Relator da reforma do Código Eleitoral vai propor o fim da reeleição
REELEIÇÃO

Relator da reforma do Código Eleitoral vai propor o fim da reeleição