Carlinhos Cachoeira vai cumprir pena por fraude na Loterj em Goiânia

Decisão do juiz leva em consideração o vínculo familiar que Carlinhos Cachoeira possui em Goiana

Carlinhos Cachoeira (centro) foi preso na Operação Saqueador, em 2016Carlinhos Cachoeira (centro) foi preso na Operação Saqueador, em 2016 - Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

O juiz titular da Vara de Execução Penal (VEP) do Rio de Janeiro Rafael Estrela determinou a transferência do processo de execução da pena de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, para Goiânia. O pedido foi feito pela defesa de Cachoeira, que foi condenado pela Justiça do Rio a seis anos e oito meses de reclusão por fraudes na Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj).

Na decisão o juiz escreveu “ante a documentação apresentada pela defesa, comprovando o vínculo familiar que o apenado possui naquele Estado e atento aos fins da pena com o objetivo de ressocialização do penitente, sendo fator crucial neste processo o contato familiar, na forma do Artigo 66, V, g" da Leide Execução Penal, determino a transferência da execução para a Comarca de Goiânia”.

Leia também:
Ministro do STJ determina prisão de Cachoeira
Indicado de Temer para Cidades foi aliado de Cachoeira
MPF discorda de habeas corpus para Carlinhos Cachoeira e ex-assessor de Cabral


No dia 4 deste mês, o ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu pela execução imediata da pena imposta à Carlinhos Cachoeira pela 29ª vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, determinando o imediato recolhimento à prisão. Cahoeira estava em prisão domiciliar em Goiania, aguardando a decisão do STJ.

Veja também

Bolsonaro comete dois erros em afirmações sobre novo toque de recolher na Argentina
Deslize

Bolsonaro comete dois erros em afirmações sobre novo toque de recolher na Argentina

Câmara aprova projeto que eleva pena para maus-tratos de crianças e idosos
Violência

Câmara aprova projeto que eleva pena para maus-tratos de crianças e idosos