CBTU passa ao comando do PSC e Jaboatão seria pano de fundo

Republicanos trabalha uma candidatura majoritária naquela cidade

Silvio Costa Filho e André FerreiraSilvio Costa Filho e André Ferreira - Foto: divulgacao

A arrumação faz parte da ampliação do diálogo do Governo Federal com partidos que integram o chamado centrão e ganhou contornos mais precisos na semana passada, quando foi sacramentada a indicação feita pelo deputado federal André Ferreira para a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). André preside o PSC em Pernambuco, lidera a bancada da sigla na Câmara Federal e é irmão do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, candidato à reeleição. Para o espaço, André indicou Carlos Fernando Ferreira da Silva Filho.

O detalhe é que o cargo, até então, era ocupado por Tiago Pontes, um nome que tinha a benção do deputado federal Silvio Costa Filho, presidente do Republicanos em Pernambuco. Tiago teria recebido apoio, ao ser indicado, ainda de outros parlamentares da bancada pernambuco, de um total de 13, conforme relatos dos bastidores. Estava, no entanto, há apenas dois meses à frente do órgão, tempo equivalente ao período em que o Republicanos começou a trabalhar uma candidatura do ex-deputado federal Silvio Costa à Prefeitura de Jaboatão. Tal construção coincide com acenos mais intensos do partido ao PSB, que se deram a partir do início de março. Essa costura incluiu: transferência do título de eleitor de Silvio Costa para Jaboatão, declarações de Silvio Costa Filho sobre eventual apoio do PSB ao projeto majoritário da sigla na cidade governada por Anderson Ferreira, alianças sedimentadas com o PSB em municípios como Camaragibe, São Lourenço da Mata e Abreu e Lima, além de acenos do deputado federal João Campos ao Republicanos. Nacionalmente, o Republicanos, presidido por Marcos Pereira, deve ser contemplado com uma secretaria do Ministério do Desenvolvimento Regional. Essas novas composições podem gerar um redesenho nos cargos já ocupados no Estado.

Ainda do xadrez com o centrão
Na bancada de Pernambuco, há quem aposte que as reformulações nacionais, relacionadas ao centrão, devem provocar novas mudanças ainda nas composições no Estado. Citam como exemplo o caso do Solidariedade, que fez indicação para o Incra, mas, em meio às novas acomodações, nacionalmente, a legenda terá uma cota que inclui o Porto de Santos e uma diretoria do BNB.
Fôlego > No Palácio das Princesas, a expectativa de queda de repasses no valor de 8% nos duodécimos para os demais poderes, no mês de maio, é apontada como "forte indício" de que o Estado não vai colapsar este mês. Caso contrário, se comenta nos corredores palacianos, a previsão de corte seria maior.
Coerência > Sobre o pedido de impeachment do presidente da República, protocolado pelo PSB, o deputado Tadeu Alencar, vice-líder da Oposição na Câmara Federal, ironiza: “Ele é o que sempre foi em 30 anos de parlamento: um espírito autoritário, que desrespeita as instituições e agride à Democracia”.
Transparência > Danilo Cabral protocolou pedido de informações ao ministro Nelson Teich. Quer saber sobre o combate à Covid-19: por que Pernambuco, com ocupação de 99% dos leitos de UTI, recebeu 20 respiradores, enquanto o Paraná, que tem 33% de ocupação, recebeu os mesmos 20.
Silêncio > Teich teve em reunião com os governadores do Nordeste na última quarta. Paulo Câmara havia solicitado 100 respiradores, recebeu 20. O governador aguardava resposta mais precisa sobre o tema e outras dificuldades, o que não ocorreu.

 

Veja também

PP ganha protagonismo nacional e busca convergência estadual
Edmar Lyra

PP ganha protagonismo nacional e busca convergência estadual

Fernando Monteiro e Claudiano defendem PP na chapa majoritária
Folha Política

Fernando Monteiro e Claudiano defendem PP na chapa majoritária