César Mata Pires, fundador da OAS, morre aos 67

Ele caminhava pelo Pacaembu às 9h30, na zona oeste de São Paulo, quando sofreu um mal súbito

O fundador do grupo OAS César Mata Pires, 67, morreu na manhã desta terça-feira (22), em São Paulo. Ele caminhava pelo Pacaembu às 9h30, na zona oeste de São Paulo, quando sofreu um mal súbito.

A notícia chegou à empresa uma hora depois da morte.

A OAS foi criada em 1976, na Bahia, com atuação nos setores de engenharia e infraestrutura, depois que Mata Pires saiu da Odebrecht, onde trabalhava como estagiário. Ele sofria com problemas cardíacos.

Casado com Tereza, uma das filhas senador Antônio Carlos Magalhães, morto em 2007, o executivo sempre teve uma relação conflituosa com o sogro.

A empreiteira é uma das envolvidas no escândalo de corrupção na Petrobras e Mata Pires negociava um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

O acordo ainda não foi homologado.

A empreiteira ainda não divulgou comunicado sobre a morte.

Veja também

Embate por competência para investigar presidente amplia racha na Procuradoria
MINISTÉRIO PÚBLICO

Embate por competência para investigar presidente amplia racha na Procuradoria

Comando do PSL, que apoia candidato de Maia, vê debandada pró-Lira
CÂMARA

Comando do PSL, que apoia candidato de Maia, vê debandada pró-Lira