CNMP abre processo contra Dallagnol após fala sobre ministros do STF

Ele disse que os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski formam "uma panelinha que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção"

Procurador da República Deltan DallagnolProcurador da República Deltan Dallagnol - Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu na tarde desta terça-feira (23), por dez votos a quatro, abrir um processo administrativo disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol. 

Coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, por entrevista na qual ele disse que os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski formam "uma panelinha que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção".
O procurador falou sobre o assunto em entrevista à CBN.

Leia também:
Deltan dará aula em escola 'aceleradora de pessoas' ao lado de ex-lutador de UFC
Decisão do STF começa a fechar janela de combate à corrupção, diz Deltan


"Os três mesmos de sempre do Supremo Tribunal Federal que tiram tudo de Curitiba e que mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha assim que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção", disse Dallagnol.

"Eu não estou dizendo que estão mal-intencionados nem nada, estou dizendo que objetivamente a mensagem que as decisões mandam é de leniência", completou.

Veja também

Vereador quer assistência psicológica nas escolas municipais do Recife
BLOG DA FOLHA

Vereador quer assistência psicológica nas escolas municipais do Recife

Mandatos coletivos avançam, mas ainda sob resistência; Juntas (PSOL-PE) é exemplo
Política

Mandatos coletivos avançam, mas ainda sob resistência; Juntas (PSOL-PE) é exemplo