Com apoio de Paula Lavigne, Boulos e Guajajara lançam pré-candidatura em SP

O evento, chamado de Conferência Cidadã, reunirá artistas, políticos, intelectuais e lideranças de movimentos sociais do campo progressista

Guilherme Boulos, pré-candidato a presidente pelo PSOLGuilherme Boulos, pré-candidato a presidente pelo PSOL - Foto: Reprodução/ Facebook

Com apoio da empresária Paula Lavigne, Guilherme Boulos, liderança do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), lança sua pré-candidatura à Presidência, pelo PSOL, no próximo sábado (3), em São Paulo, na Casa das Caldeiras. A vice na chapa será Sonia Guajajara -coordenadora executiva da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil) e ativista com projeção internacional.

O evento, chamado de Conferência Cidadã, reunirá artistas, políticos, intelectuais e lideranças de movimentos sociais do campo progressista, não necessariamente filiados ou comprometidos com o PSOL.

Leia também:
 PSol prepara candidatura presidencial de Guilherme Boulos
 PT repreende, mas Lula avaliza encontro entre Ciro e Haddad

Caetano Veloso, por exemplo, que estará presente no ato, já declarou seu voto no pré-candidato Ciro Gomes, do PDT. O cantor sugeriu recentemente que Boulos poderia encontrar abrigo no projeto de Ciro, em eventual disputa de segundo turno ou vitória do pededista na eleição.

O convite para o evento traz uma lista extensa, que inclui, entre muitos nomes, o arquiteto Nabil Bonduk, ex-secretário de Cultura da gestão Haddad; a ex-prefeita paulistana Luiza Erundina; Frei Betto; a cineasta Marina Person, a escritora Antonia Pellegrino e o jornalista Bruno Torturra, um dos criadores da Mídia Ninja.

Boulos esteve presente numa reunião para discutir segurança pública e intervenção federal no apartamento de Lavigne, no Rio, na quinta-feira da semana anterior (22). Disse a amigos que estava preparado e animado para a campanha, que tem como meta colocar em cena uma nova articulação de esquerda e marcar posição.

Veja também

Mendonça será decisivo no STF em caso de minorias e prisão em 2ª instânciajudiciário

Mendonça será decisivo no STF em caso de minorias e prisão em 2ª instância

Lula falará em congresso da Força Sindical, que tem defendido Alckmin como vice do petistaalianças

Lula falará em congresso da Força Sindical, que tem defendido Alckmin como vice do petista