TSE

Com voto de Moraes pela condenação, Corte declara Bolsonaro inelegível por 5 a 2

Prevaleceu o voto do relator, Benedito Gonçalves, que foi acompanhado por Floriano Marques, André Tavares, Cármen Lúcia e Moraes

Alexandre de MoraesAlexandre de Moraes - Foto: Mauro Pimentel/AFP

O ministro Alexandre de Moraes votou pela condenação do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que analisa se ele cometeu abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação.

Com isso, o placar final ficou de 5 a 2 pela condenação e inelegibilidade de Bolsonaro por oito anos.

Prevaleceu o voto do relator, Benedito Gonçalves, que foi acompanhado por Floriano Marques, André Tavares, Cármen Lúcia e Moraes. Raul Araújo e Nunes Marques votaram pela absolvição.

Veja também

Eduardo Bolsonaro diz que Marçal fez "recorte malicioso" de entrevista concedida pelo deputado
BRASIL

Eduardo Bolsonaro diz que Marçal fez "recorte malicioso" de entrevista concedida pelo deputado

Lula foi monitorado pelo governo dos Estados Unidos, diz jornal
investigação

Lula foi monitorado pelo governo dos Estados Unidos, diz jornal

Newsletter