CPI da Covid

Comando da CPI cobra do Ministério da Saúde dados sobre vacinas em 2022

CPI da PandemiaCPI da Pandemia - Foto: Pedro França / Agência Senado

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), e o vice, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), no início da sessão desta quarta-feira (6), pediram a intervenção do líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), para que o Ministério da Saúde responda questionamentos da CPI.

O comando da CPI está preocupado com o orçamento para compra de vacinas no ano que vem, e querem detalhes do planejamento da aplicação de imunizantes. Segundo Omar, a previsão orçamentária para compra de vacinas no próximo ano, de R$ 7 bilhões, está muito aquém dos R$ 24 bi gastos em 2021. 

Assita ao vivo:
 

 


Governo defende a ANS
O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), pediu a palavra já na abertura da reunião para elogiar o papel da ANS no combate à pandemia e e carreira de Paulo Rebello na administração pública. O senador aproveitou para apresentar números sobre a vacinação no país. Segundo ele, cerca de 148 milhões de brasileiros já foram imunizados com ao menos uma dose e mais de 95 milhões estão completamente imunizados, o que representa 56% da população adulta do país. 

Povos indígenas
A CPI recebeu parecer do coordenador do grupo Prerrogativas e Associação Brasileira de Juristas pela Democracia, Alvaro de Azevedo Gonzaga. O documento trata de consulta realizada comissão sobre as ações de enfrentamento à pandemia de covid-19 entre os povos indígenas.

 

Veja também

Mãe de Bolsonaro é internada em hospital de Registro, no interior de SPHospitalizada

Mãe de Bolsonaro é internada em hospital de Registro, no interior de SP

Madeira apreendida pela PF em caso Salles é liberada por desembargador cotado para STJBRASIL

Madeira apreendida pela PF em caso Salles é liberada por desembargador cotado para STJ