A-A+

CINCO MUNICÍPIOS

Confira o resultado das eleições suplementares deste domingo (12) em cinco municípios

Eleitores voltaram às urnas para escolher novos prefeitos e vice-prefeitos

Urna eletrônicaUrna eletrônica - Foto: Divulgação

Os municípios de Silva Jardim e Santa Maria Madalena - ambos no estado do Rio de Janeiro -, Pedra do Anta (MG), Campo Grande (AL) e Gado Bravo (PB) escolheram seus novos prefeitos durante eleições suplementares realizadas neste domingo (12).

Em Silva Jardim, Maira de Jaime (PROS) e Marcos João (PROS) foram eleitos prefeita e vice-prefeito do município com 37,99% do total de votos válidos apurados. Já em Santa Maria Madalena, a chapa composta por Nilson José (DEM) e Paulo Henrique de Faria Sarmento (Cidadania) foi escolhida pelo eleitorado para comandar o executivo municipal com 50,82% dos votos válidos da localidade.

Com 72,23% dos votos válidos, Eduardo Viana (PL) e Robson José Antonuci Pereira (PSDB) foram os candidatos mais votados em Pedra do Anta. 

Teo Higino (Republicanos) e José Rosendo dos Santos (Republicanos) receberam 49,83% dos votos válidos e ocuparão a Prefeitura de Campo Grande durante os próximos anos. 

Em Gado Bravo, 62,58% dos eleitores escolheram Marcelo Jorge (PL) e Edmarck Araújo (Cidadania) prefeito e vice-prefeito do município.   

Mais informações estão disponíveis no DivulgaCandContas e também no link Resultados no Portal do TSE.

Eleições Suplementares
Pleitos suplementares são realizados quando os representantes escolhidos durante a eleição ordinária têm os mandatos cassados ou o registro de candidatura negado por determinação da Justiça Eleitoral, conforme determinado pelo artigo 224 do Código Eleitoral. 

Quem não compareceu às urnas no domingo e não justificou a ausência pelo aplicativo e-Título deve comparecer ao cartório eleitoral para apresentar sua justificativa eleitoral. 

Teste de Integridade
Parte das urnas em Silva Jardim e Santa Maria Madalena passaram pelo Teste de Integridade, feito na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiros (TRE-RJ) no mesmo horário da votação. O objetivo foi verificar se os votos digitados no aparelho são os mesmos recebidos e contabilizados. 

Mais uma vez, a auditoria, que é realizada pela Justiça Eleitoral desde 2002, comprovou que o sistema eletrônico de votação é seguro, à prova de qualquer manipulação ou tentativa de adulteração do resultado da eleição. 

Pelo TSE, participaram do teste o presidente da Corte Eleitoral ministro Luís Roberto Barroso, o corregedor-geral Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão e o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal, Júlio Valente.

Veja também

Protesto antiimigrantes termina com incidentes violentos no Chile
VIOLÊNCIA

Protesto antiimigrantes termina com incidentes violentos no Chile

Islândia se torna o primeiro país europeu a ter uma maioria de mulheres no Parlamento
Representatividade

Islândia se torna o primeiro país europeu a ter uma maioria de mulheres no Parlamento