SÃO PAULO

Covas tem 26%, Russomanno, 20%, e Boulos e França empatam em terceiro, diz Ibope

Apoiado por Bolsonaro, Russomanno perdeu cinco pontos e viu sua rejeição aumentar

Bruno CovasBruno Covas - Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O candidato à reeleição Bruno Covas (PSDB) alcançou 26% nas intenções de voto na disputa pela Prefeitura de São Paulo, seguido pelo deputado federal Celso Russomanno (Republicanos), que tem 20%, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (30).

Russomanno, que tinha 25% no levantamento anterior, caiu cinco pontos. Já Covas, antes com 22%, subiu quatro pontos. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Guilherme Boulos (PSOL) registrou 13% das intenções de voto e aparece empatado tecnicamente em terceiro lugar com Márcio França (PSB), que teve 11%. Ambos ganharam pontos desde a pesquisa anterior, mas continuam colados, pelos critérios do instituto.
 

Além da queda nas intenções de voto, Russomanno viu subirem os índices de rejeição a seu nome. Segundo o Ibope, 38% dos entrevistados disseram que não votariam de jeito nenhum no parlamentar e apresentador de TV, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Antes, a taxa era de 30%.

Jilmar Tatto (PT) chegou a 6% das intenções de voto, um crescimento em relação aos 4% da pesquisa anterior. Arthur do Val (Patriota) foi de 2% para 3%, e Joice Hasselmann (PSL) oscilou de 1% para 2%. Os demais concorrentes obtiveram 1% ou menos.

O Ibope ouviu 1.204 eleitores entre 28 e 30 de outubro. O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. O número de identificação na Justiça Eleitoral é 01331/2020.

Na reta final da campanha no primeiro turno, o levantamento mostra uma evolução do desempenho de Covas.
A campanha do PSDB adotou a estratégia de não responder a ataques e priorizar temas municipais, enquanto Russomanno, que vinha se escorando principalmente no apoio de Bolsonaro, subiu o tom contra o tucano e o governador João Doria (PSDB), aliado do prefeito.

Na pesquisa Ibope anterior, feita entre 13 e 15 de outubro, havia empate técnico entre Russomanno, com 25%, e Covas, com 22%. Boulos vinha na sequência, com 10%, seguido de França, com 7%.

Russomanno também liderava nesse levantamento o índice de rejeição, com 30% dos entrevistados que responderam que não votariam nele de jeito nenhum. Joice Hasselmann tinha 24%, e Covas, 23%.

Veja também

TSE nega que haja multa para justificativa de ausência via aplicativo
eleições

TSE nega que haja multa para justificativa de ausência via aplicativo

Ex-chefe de gabinete de Túlio Gadêlha denuncia deputado por calúnia
Denúncia

Ex-chefe de gabinete de Túlio Gadêlha denuncia deputado por calúnia