Crise na pauta dos prefeitos eleitos

Há 25 anos, 70% da receita era dividida. Esta arrecadação se inverteu hoje e estados e municípios ficam em petição de miséria.

Mendonça e Anderson celebraram o investimentoMendonça e Anderson celebraram o investimento - Foto: Matheus Britto/PJG

 

O encontro dos prefeitos eleitos pelo PSB em Pernambuco, realizado em Gravatá, no Agreste, ontem, foi marcado por uma série de projeções sobre o difícil cenário econômico brasileiro no próximo ano, bem como sobre experiências da sigla em termos de gestão pública. Entre os oradores que participaram do evento, esteve o governador Paulo Câmara (PSB) que palestrou sobre a temática “conjuntura política e econômica”.

Na ocasião, o gestor apresentou dados preocupantes sobre a queda do crescimento da economia nos últimos anos, que fez com que o Brasil apresentasse índices negativos em 2016. O governador também destacou o impacto causado pela redução do PIB nacional e da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Apesar da análise negativa do cenário econômico, o gestor procurou demonstrar otimismo aos prefeitos eleitos e colocou o Governo do Estado como parceiro importante para os municípios. “Vamos nos unir e fazer parcerias. É assim que vamos vencer 2017. Queremos dar condições de Pernambuco ser o primeiro estado a superar esta crise. Temos força de trabalho, gestão, força política e apoio dos pernambucanos. Quero desejar sorte e dizer que estamos juntos”, disse.

O deputado federal e vice-presidente do PSB em Pernambuco, Tadeu Alencar, chamou atenção para a importância da discussão de um novo Pacto Federativo para que as prefeituras possam organizar de modo mais eficaz suas finanças. “É necessário que o Brasil rediscuta seu modelo federativo, pois, nitidamente, ao longo dos anos fomos aumentando as obrigações para estados e municípios, enquanto os recursos para as políticas públicas foram diminuindo.

 Há 25 anos, 70% da receita era dividida. Esta arrecadação se inverteu hoje e estados e municípios ficam em petição de miséria. Ano passado teve início uma comissão na Câmara dos Deputados sobre o assunto e é algo que precisa ser, urgentemente, retomado”, afirmou.

 

Veja também

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista
Eleições 2020

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife
Eleições 2020

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife