Cunha fica em silêncio em depoimento sobre fraudes na Caixa

Preso preventivamente em Curitiba, ele foi ouvido pela manhã na sede da Polícia Federal durante depoimento à Operação Cui Bono?

Ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ)Ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ficou calado durante depoimento à Operação Cui Bono?, nesta sexta-feira (14).

Preso preventivamente em Curitiba, ele foi ouvido pela manhã na sede da Polícia Federal, mas ficou em silêncio.

A Cui Bono? investiga um esquema de fraudes na Caixa Econômica, por meio do uso de recursos do FI-FGTS - e começou a partir de informações colhidas em um antigo celular de Cunha.

O ex-deputado negocia um acordo de delação premiada com a Lava Jato, e, por isso, havia a expectativa de que seu depoimento fizesse revelações sobre o caso.

Um dos principais alvos da operação é o ex-ministro de Temer Geddel Vieira Lima, que deixou a prisão nesta quinta (13).

Veja também

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral
Política

Tribunal abre brecha para reduzir pena tricentenária de Sérgio Cabral

Apoiadores de Bolsonaro convocam caravanas pelo país a favor de Arthur Lira e voto impresso
Bolsonaro

Apoiadores de Bolsonaro convocam caravanas pelo país a favor de Arthur Lira e voto impresso