Descontos regionais são estendidos para faixa 1,5 do Minha Casa, Minha Vida

Regiões com maior déficit de imóveis próprios recebem mais recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

OrganismoOrganismo - Foto: Inquieta Cine/Divulgação

Os financiamentos do programa Minha Casa, Minha Vida para a faixa 1,5, para famílias com renda mensal de até R$ 2.350, passarão a contar com descontos regionais, considerando o déficit habitacional verificado por região. A medida consta de portaria do Ministério das Cidades publicada nesta quinta-feira (13) no Diário Oficial da União.

Por esse critério, as regiões com maior déficit de imóveis próprios recebem mais recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). De acordo com o Ministério das Cidades, o sistema era adotado nas modalidades existentes de financiamentos cobertos com recursos do fundo e agora foi estendido para a faixa 1,5.

A medida, informou a pasta, visa garantir que os descontos sejam concedidos com critério de distribuição regional que considere o déficit habitacional verificado por região. Os recursos do FGTS são usados para subsidiar os financiamentos, garantindo taxas de juros mais baixas para os tomadores.

Veja também

Após diagnóstico de Bolsonaro, Guedes fará teste de Covid-19
Coronavírus

Após diagnóstico de Bolsonaro, Guedes fará teste de Covid-19

Relator diz que veto a desoneração foi erro e Maia fala que Congresso pode derrubar
governo

Relator diz que veto a desoneração foi erro e Maia fala que Congresso pode derrubar