Dias Toffoli terá alta, mas ficará 10 dias afastado

Ele passou por procedimento cirúrgico e, na internação, desenvolveu pneumonia. Teste para Covid-19 foi negativo

DiasToffoliDiasToffoli - Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, deverá ter alta médica nos próximos dias, mas terá que ficar afastado do trabalho por mais 10 dias. De acordo com boletim médico divulgado hoje (29), Toffoli apresentou melhora do quadro de saúde nas últimas 48 horas e ficará em repouso domiciliar após deixar o hospital onde está internado em Brasília.

No sábado (23), Toffoli passou por uma cirurgia para retirada de um "pequeno abscesso". Apesar de a cirurgia ter transcorrido bem, o ministro apresentou sintomas da Covid-19 e ficou internado para observação. Os exames realizados pelo ministro, no entanto, deram negativo para a doença. Na ausência de Toffoli, o Supremo é comandado pelo vice-presidente, ministro Luiz Fux.

Leia também:
Novo exame de Toffoli dá negativo para Covid-19, após ministro apresentar sintomas
Dias Toffoli fica internado com sintomas de coronavírus após cirurgia

Leia a íntegra do boletim sobre o estado de saúde de Toffoli:
"O presidente do STF, Ministro Dias Toffoli, foi internado no Hospital DFStar, no último dia 23, e submetido a um pequeno procedimento cirúrgico de urgência. Devido a um quadro de pneumonia, foram realizados testes específicos para Covid-19, cujos resultados foram negativos. Houve melhora clínica significativa com as medidas terapêuticas implementadas nas últimas 48 horas, com previsão de alta para os próximos dias. O paciente permanecerá com a recomendação de repouso domiciliar, afastado das atividades laborais pelo menos por dez dias, quando será reavaliado pela equipe médica."

Assinam o boletim os médicos João Pantoja, pneumologista e diretor-geral do Hospital Copa Star; Ludhmila Abrahão Hajjar, cardiologista e intensivista do Villa Nova Star; Pedro Loretti, diretor-geral do DF Star; e. Luiz Lobato, cirurgião.

Veja também

Bolsonaro acusa inquérito de ilegal e ameaça 'antídoto' fora das '4 linhas da Constituição'
FAKE NEWS

Bolsonaro acusa inquérito de ilegal e ameaça 'antídoto' fora das '4 linhas da Constituição'

PF abre inquérito para apurar vazamentos de documentos da CPI, e comissão reage à 'intimidação'
CPI DA COVID

PF abre inquérito para apurar vazamentos de documentos da CPI, e comissão reage à 'intimidação'