Política

Durante live, Bolsonaro acompanha discurso de Donald Trump

Presidente anunciou visita aos Estados Unidos em março

Jair Bolsonaro em live no FacebookJair Bolsonaro em live no Facebook - Foto: Reprodução/Facebook

O presidente Jair Bolsonaro acompanhou nesta quinta-feira (6), pela televisão, a transmissão ao vivo do discurso do presidente Donald Trump, diretamente da Casa Branca, em Washington, nos Estdos Unidos.

Na quarta-feira (5), Trump foi absolvido pelo Senado do país no processo de impeachment, aberto no final do ano passado. O presidente brasileiro fez comentários sobre o discurso do norte-americano durante uma transmissão no Facebook (live), acompanhado de auxiliares, incluindo um tradutor. Ele criticou o processo de impeachment, que teria trazido reflexos negativos também para o Brasil.

"Um processo que atrapalhou os Estados Unidos. Quando atrapalha os Estados Unidos, atrapalha o Brasil também. Ninguém fique pensando que estou aqui bajulando o Donald Trump. Com os Estados Unidos indo bem, quanto menos problemas no mundo, mais fácil para nós tratarmos de nossa relação bilateral", afirmou.

Leia também:
Em discurso, Trump comemora absolvição e chama democratas de 'pessoas horríveis'
Senado dos EUA absolve Trump de primeira acusação do processo de impeachment


Ao todo, o discurso durou cerca uma hora. Bolsonaro disse que não pode deixar de acompanhar o que de mais importante acontece no mundo. "O motivo de eu estar assistindo aqui é o grande líder mundial [falando], e eu tenho que acompanhar o que está acontecendo", disse. Bolsonaro ainda afirmou que torce pela reeleição do colega norte-americano, que disputará o pleito no segundo semestre.

"Eu estou feliz com o fim do processo de impeachment do Donald Trump, um processo político, e vamos respeitar o Legislativo. É ano de eleições, vai facilitar a reeleição do Donald Trump. Bem preciso dizer que torço por ele, não tenho problema nenhum em dizer que torço por ele. Acho que ajuda o Brasil a ir bem também".

Durante a transmissão, Bolsonaro confirmou que irá novamente aos Estados Unidos este ano, em viagem prevista para o mês de março. "Está prevista uma viagem minha aos EUA, agora em março. Não sabemos se vou me encontrar com o presidente americano ainda. É uma viagem com um senador norte-americano, vamos tratar de questões empresariais, acordos com o Brasil também", disse.

Veja também

ONU aprova resolução contra negação do HolocaustoMundo

ONU aprova resolução contra negação do Holocausto

Eduardo Bolsonaro ataca Weintraub e expõe racha entre apoiadores do presidente em ano eleitoralPOLÍTICA

Eduardo Bolsonaro ataca Weintraub e expõe racha entre apoiadores do presidente em ano eleitoral