Eduardo Cunha é preso em Brasília

Prisão preventiva do deputado cassado foi determinada pelo juiz federal Sérgio Moro na última terça-feira

Em meio a uma agenda atribulada, Lia desfruta da paz de sua casa em ItamaracáEm meio a uma agenda atribulada, Lia desfruta da paz de sua casa em Itamaracá - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O ex-deputado Eduardo Cunha foi preso em Brasília pela Polícia Federal nesta quarta-feira (19), e sua casa no Rio de Janeiro foi alvo de operação de busca e apreensão. A prisão e a busca foram autorizadas pelo juiz federal Sergio Moro, que passou a tratar do caso do ex-parlamentar depois que ele perdeu o foro privilegiado com a cassação de seu mandato.

A casa de Cunha fica na Barra da Tijuca, na zona sul do Rio. O ex-deputado é investigado sob suspeita de ter recebido propinas para liberar recursos da Caixa Econômica Federal, entre outros crimes.

A reportagem não conseguiu ouvir a defesa de Cunha até este momento nem determinar onde ele está. Cunha é réu da Operação Lava Jato sob acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

O processo estava no Supremo Tribunal Federal (STF), mas, com a cassação do peemedebista, desceu para a primeira instância, na Justiça Federal do Paraná. O ex-deputado é acusado de receber R$ 5 milhões de propina em contas na Suíça, abastecidas com dinheiro originário de contratos de exploração de petróleo da Petrobras na África.

Ele nega irregularidades e diz que as contas pertencem a trusts (instrumento jurídico usado para administração de bens e recursos no exterior), e não a si próprio. Sua mulher, a jornalista Claudia Cruz, já é ré pela mesma acusação na Justiça Federal do Paraná.

Veja também

Saiba como denunciar atos presenciais de campanha que gerem aglomeração
Eleições 2020

Saiba como denunciar atos presenciais de campanha que gerem aglomeração

Relatório do impechment de Witzel é entregue ao Tribunal Misto
Brasil

Relatório do impechment de Witzel é entregue ao Tribunal Misto