ELEIÇÃO PRESDENCIAL

Eduardo Leite admite a possibilidade de ser candidato a presidente

Leite recebeu um convite para concorrer ao Palácio do Planalto pelo PSD

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do SulEduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul - Foto: Maicon Hinrichsen / Palácio Piratini

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, sinalizou mais uma vez nesta segunda-feira (14) que poderá voltar à corrida presidencial após ser derrotado nas prévias do PSDB. Leite recebeu um convite para concorrer ao Palácio do Planalto pelo PSD.

Nesta manhã, o governador admitiu a possibilidade de deixar o PSDB para ingressar na sigla do ex-ministro Gilberto Kassab. Na semana passada, o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que era o nome do PSD à presidência da República, desistiu da candidatura. A decisão abriu espaço para o gaúcho.

"De um lado, isso envolve uma mudança de partido, que é algo que não me deixa confortável, mas que eventualmente se impõe diante da necessidade de construir uma alternativa para essa eleição polarizada que está aí", afirmou o governador em entrevista à rádio Gaúcha.

Leite deve anunciar a decisão nos próximos dias. Caso concorra a presidente, ele tem que renunciar ao governo do Rio Grande do Sul até 2 de abril.

Veja também

Ex-comandante do Exército depõe à PF por mais de 7 horas sobre suposto golpe de Estado
BRASÍLIA

Ex-comandante do Exército depõe à PF por mais de 7 horas sobre suposto golpe de Estado

Ziulkoski se eterniza no comando da CNM. Confira como foi
REELEIÇÃO

Ziulkoski se eterniza no comando da Confederação Nacional dos Municípios. Confira como foi