CPI da Covid

Élcio Franco diz que decisão de adquirir somente 10% de doses pelo Covax Facility partiu dele

O consórcio permitia a compra pelos países de vacinas para até 50% do tamanho da população

Ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde, coronel Antônio Elcio Franco Filho, diz que não recebeu ordens superiores que teriam levado a atraso na compra da CoronaVacEx-secretário-executivo do Ministério da Saúde, coronel Antônio Elcio Franco Filho, diz que não recebeu ordens superiores que teriam levado a atraso na compra da CoronaVac - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O ex-secretario-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, disse que a decisão de comprar apenas 10% de doses de vacinas por meio do consórcio Covax Facility foi dele e de outros técnicos do Ministério da Saúde.
 
O argumento é de que a pasta já havia fechado contrato para a encomenda tecnológica com a Fiocruz/Astrazeneca e estava em tratativas com o Butantan, o que já garantiria mais de 256 milhões de doses para o país.


O consórcio permitia a compra pelos países de vacinas para até 50% do tamanho da população.
 
"Isso foi uma decisão ouvindo todos os técnicos do ministério até a assinatura final do contrato pelo ministro da Saúde, ouvindo todos os técnicos. Eu participei junto com os demais técnicos para chegarmos ao número de 10% da população brasileira."

Assista ao vivo:

Veja também

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'
Política

Em dia de Moro suspeito no STF, Lula lembra dos dias na prisão: 'provação de fé'

Ex-alunos da Faculdade de Direito do Recife pedem impeachment de Bolsonaro
Posicionamento

Ex-alunos da Faculdade de Direito do Recife pedem impeachment de Bolsonaro