Ato no RJ

Em ato, deputado discursa em inglês para defender liberdade "porque Elon Musk está olhando"

Além dele, o deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) também citou o empresário Elon Musk

Gustavo Gayer, deputado federalGustavo Gayer, deputado federal - Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputados

O deputado bolsonarista Gustavo Gayer (PL-GO) participou do ato em defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, neste domingo, 21, e fez parte do discurso em inglês porque "o Elon Musk está olhando".

O empresário sul-africano lançou uma campanha de ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que motivou apoiadores de Bolsonaro às vésperas da manifestação.

"Vou mandar um último recado, desta vez para o mundo todo escutar. Vou falar em inglês porque com certeza o Elon Musk está olhando o que está acontecendo aqui agora", disse, antes de trocar o idioma. Gayer se notabilizou como professor de Inglês antes de ser eleito deputado por Goiás em 2022.

"É uma mensagem para o mundo. Olhem o que está acontecendo no Brasil hoje. O que vocês veem aqui são pessoas lutando por democracia. São pessoas que amam a liberdade e não desistem. São pessoas dispostas a dar as suas vidas e que nunca vão desistir. Nós seremos a esperança para o mundo", disse, em inglês. Gayer é pré-candidato a prefeito de Goiânia nas eleições deste ano.

Além dele, o deputado Nikolas Ferreira (PL-MG) também citou o empresário Elon Musk. O presidente da Comissão de Educação da Câmara pediu palmas para o dono da rede social X.

"Quero deixar um agradecimento a um homem estrangeiro, Elon Musk, pelo que ele está fazendo. Sei que isso aqui vai rodar o mundo . E peço para eles uma salva de palmas pela luta da liberdade do nosso País. Mas o Elon Musk ele tem poder, mas não tem todo o poder. Continuo colocando a minha esperança, minha confiança naquele que detém todo o poder e se chama Jesus Cristo", afirmou.

Veja também

Disputa entre Bolsonaro e Valdemar em São Paulo motivou resolução da "lei de silêncio" no PL
SÃO PAULO

Disputa entre Bolsonaro e Valdemar em São Paulo motivou resolução da "lei de silêncio" no PL

Jornalista gaúcha propõe cancelar marcha dos prefeitos e irrita CNM. Confira os bastidores
POLÊMICA

Jornalista gaúcha propõe cancelar marcha dos prefeitos e irrita CNM. Confira os bastidores

Newsletter