Em Curitiba, sede da Justiça tem segurança reforçada e buzinaço

O local está de portões semi-cerrados e três seguranças da Justiça, armados com espingardas, vigiam a frente do prédio

Em frente ao prédio da Justiça Federal do Paraná, a segurança foi reforçada depois da sentença que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta (12).

O local está de portões semi-cerrados e três seguranças da Justiça, armados com espingardas, vigiam a frente do prédio.

O esquema de segurança foi bolado especialmente para a ocasião, e deve perdurar até a noite.

Por enquanto, apenas manifestantes a favor da Lava Jato estão no local e comemoram a sentença, com um carro de som e um megafone.

"Há provas, e contra provas não há argumentos, nem ideologia, nem bravata", disse Cristiano Roger, do grupo Curitiba contra a Corrupção.

Carros buzinam em comemoração à sentença, ao passar em frente ao fórum.

Veja também

Pacheco diz não ver ameaça à democracia e que erros de Bolsonaro na pandemia são 'escusáveis'
Entrevista

Pacheco diz não ver ameaça à democracia e que erros de Bolsonaro na pandemia são 'escusáveis'

Alcolumbre quer manter protagonismo em Brasília
Edmar Lyra

Alcolumbre quer manter protagonismo em Brasília