Em PE, Marina Silva participa de ato contra descaso com óleo

Ato é contra descaso do Governo Federal

Ex-senadora Marina SilvaEx-senadora Marina Silva - Foto: José Cruz / Agência Brasil

A ex-presidenciável e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva chega a Pernambuco no próximo sábado (26) para uma atividade comandada por ambientalistas com foco no vazamento de óleo que atingiu as praias do Nordeste. A concentração do ato será às 14h em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). A porta-voz da Rede Sustentabilidade chega ao Estado pela manhã e participará do ato à tarde contra o descaso do Governo Federal com o desastre ambiental, que, nos últimos dias, concentrou-se em Pernambuco. Marina está em Alagoas, de onde vem para Pernambuco. Daqui, segue para Brasília e, de lá, embarca para o Peru, onde tem agenda marcada. Em suas redes sociais, Marina tem se posicionado em relação ao caso. No Twitter, ela registrou o seguinte: "O governo demorou para agir. Negligenciou a gravidade do maior desastre ambiental do litoral brasileiro. É preciso uma investigação séria para apurar as causas e responsáveis. Diante de danos incalculáveis, medidas urgentes devem ser tomadas".

 

Aceno de Maia à CPI do óleo
Não foi sem uma reunião com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, que o deputado João Campos correu atrás das assinaturas para protocolar a CPI do Vazamento de Óleo. O democrata recebeu João Campos na residência oficial na tarde da última terça. A CPI é um direito da minoria, mas sua instalação depende de uma decisão monocrática do presidente da Casa.
De sobra > Maia se encontra em agenda no exterior e retorna no próximo sábado. Após o encontro com Maia, João recorreu ao colégio de líderes. "Articulei com todos os líderes do centrão e todos declararam apoio", registra o socialista à coluna após protocolar o pedido, ontem, que cria a CPI.
Corpo a corpo > João pegou pessoalmente a maior parte das assinaturas e, em 24 horas, contabilizou aproximadamente 250. "A gente não teve tempo. Tem gente que ainda gostaria de assinar", pontua o parlamentar. "Pelo menos, 200 peguei pessoalmente", realça. Eram necessárias 171.
Externa > No final da cessão de ontem, o presidente em exercício da Câmara Federal, Marcos Pereira, autorizou a instalação de uma comissão geral externa de acompanhamento do desastre ambiental que envolve o vazamento de óleo.
Mourão feelings > O senador Humberto Costa teve pessoalmente com o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão. "Ele nos disse que, pelas informações que tem, esse processo estaria chegando ao fim. Eu espero que seja verdade. Infelizmente, não está parecendo", pondera o petista.
SOS > A Mourão, Humberto Costa apresentou proposta para que o Governo apresente estado de emergência. "Fica mais fácil mobilizar recursos humanos materiais do próprio Governo Federal para enfrentamento desse problema", considera Humberto, informando que foi aprovada comissão especial do Senado para acompanhar todo esse processo".
Falácia > Sobre a proposta do Pacto Federativo, que deve ser encaminhada pelo ministro Paulo Guedes ao Congresso, o deputado Danilo Cabral afirma que não se faz desvinculação orçamentária se não for para retirar dinheiro de áreas como Saúde e Educação. “Se for para aumentar o financiamento, não precisa desvincular”, completa, contestando tese do governo.
ciência > O secretário Aluisio Lessa comanda reunião, hoje, na Reitoria da UPE, às 10h, com a Consul Geral da Alemanha, Maria Könning-de Siqueira Regueira e o representante do Ministério da Ciência e Tecnologia na embaixada da Alemanha em Brasília, Christian Stertz. 

Veja também

Voto é opcional para eleitor com mais de 70 anos
eleições

Voto é opcional para eleitor com mais de 70 anos

Guilherme Boulos é diagnosticado com a Covid-19
Eleição 2020

Guilherme Boulos é diagnosticado com a Covid-19