Em Porto Alegre, manifestantes marcham em defesa de Lula

Cerca de 3.000 manifestantes da Via Campesina já chegaram à cidade para acompanhar o julgamento do ex-presidente

Manifestantes iniciaram uma marcha no centro de Porto AlegreManifestantes iniciaram uma marcha no centro de Porto Alegre - Foto: Eduardo Teixeira/Raw Image/Folhapress

Manifestantes pró-Lula iniciaram na manhã desta segunda-feira (22) uma marcha na avenida Borges de Medeiros, no centro de Porto Alegre. Segundo o MST, 3.000 manifestantes da Via Campesina já chegaram à cidade para acompanhar o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,na quarta-feira (24). A marcha percorreu o trajeto da Ponte do Guaíba até o acampamento dos movimentos da Frente Brasil Popular, no Anfiteatro Pôr-do-sol, a cerca de 1 km do tribunal que julgará Lula.

As autoridades do Rio Grande do Sul e os movimentos de esquerda concordaram em destinar o Anfiteatro e a avenida Edvaldo Pereira Paiva para o acampamento e manifestações pró-Lula. Na via também ficarão estacionados os ônibus da militância.
A Secretaria da Segurança definiu que o entorno do Tribunal Regional Federal da 4ª Região será isolado. O perímetro inclui o Parque Harmonia, onde, inicialmente, os movimentos de esquerda planejavam montar acampamento.

Leia também
Manifestantes pró-Lula começam a montar acampamento em Porto Alegre
Justiça nega ato de esquerda na Paulista no dia do julgamento de Lula


A área começará a ser isolada ao meio-dia desta terça-feira (23), horário a partir do qual os sete prédios públicos ao redor da corte terão o expediente suspenso. A partir das 17h, só entrará no perímetro quem estiver credenciado.

Em entrevista para a imprensa na manhã desta segunda-feira (22), o secretário Cezar Schirmer orientou a população a evitar o entorno do tribunal para não sobrecarregar o trânsito, que já está afetado no centro da cidade. As autoridades não quiseram informar o número do efetivo policial empregado na segurança, o tempo de isolamento do perímetro e o custo da operação. "A democracia tem custo, não se pode fazer economia com a preservação da democracia", disse Schirmer.

A 3ª DPPA (Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento) da Polícia Civil, no bairro Navegantes, concentrará os maiores de idade envolvidos em ocorrência. Os adolescentes serão encaminhados para o DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais), no Jardim do Salso. A partir de terça (23), a 17ª e a 1ª DP, no centro, terão a estrutura reforçada.

Julgamento
Lula foi condenado pelo juiz Sergio Moro em julho de 2017 a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Em caso de condenação em segunda instância, o ex-presidente fica inelegível pela Lei da Ficha Limpa, mas pode se manter na disputa também por meio de recursos.

Na ação, o petista é acusado de receber R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira OAS em decorrência de contratos da empresa com a Petrobras. O valor, apontou a acusação, se referia à cessão pela OAS do apartamento tríplex ao ex-presidente, a reformas feitas pela construtora nesse imóvel e ao transporte e armazenamento de seu acervo presidencial.

Veja também

Witzel vai de helicóptero ao Galeão para prestar depoimento à PF
Rio de Janeiro

Witzel vai de helicóptero ao Galeão para prestar depoimento à PF

Carlos Bolsonaro fala em novo 'movimento pessoal' após ação do Facebook contra contas de aliados
Contas Falsas

Carlos Bolsonaro fala em novo 'movimento pessoal' após ação do Facebook contra contas de aliados