Em segundo turno, Fábio Ramalho e JHC são eleitos para a Mesa da Câmara

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, é esperado para entregar a mensagem presidencial de reabertura dos trabalhos

Plenário da Câmara dos DeputadosPlenário da Câmara dos Deputados - Foto: Agência Câmara

Os deputados Fábio Ramalho (PMDB-MG) e JHC (PSB-AL) foram eleitos em segundo turno para a 1ª vice-presidência e terceira secretaria da Mesa Diretora da Câmara, respectivamente. Ramalho obteve 265 votos contra 204 dados ao deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). JHC derrotou João Fernando Coutinho (PSB-PE) por 240 a 220 votos. Pernambuco ficou sem representantes na Câmara.

Cabe ao 1º vice-presidente Fábio Ramalho substituir Rodrigo Maia, presidente da Casa, quando este estiver ausente, elaborar pareceres sobre requerimentos de informações e projetos de resolução para alterar o Regimento Interno, dentre outras atribuições. Nas viagens do presidente da República ao exterior, Maia é o primeiro na linha sucessória. Com isso, Ramalho o substitui no comando da Câmara.

Ao deputado JHC caberá a autorização de reembolso de despesa com passagens aéreas de deputados e o exame de requerimentos de licença e justificativa de faltas dos parlamentares nas sessões deliberativas da Casa.

Com a conclusão da eleição dos cargos da Mesa Diretora, deputados e senadores reúnem-se ainda hoje (2) para sessão solene de abertura dos trabalhos legislativos de 2017.

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, é esperado para entregar a mensagem presidencial de reabertura dos trabalhos.



Veja como ficou a composição da Mesa Diretora:

1º vice-presidente: Fábio Ramalho (PMDB-MG)
2º vice-presidente: André Fufuca (PP-MA)
1º secretário: Giacobo (PR-PR)
2º secretário: Mariana Carvalho (PSDB-RO)
3º secretário: JHC (PSB-AL)
4º secretário: Rômulo Gouveia (PSD-PB)

Veja também

Jair Bolsonaro evita Fórum Econômico Mundial de novo
Política

Jair Bolsonaro evita Fórum Econômico Mundial de novo

Com apoio da oposição, manifestantes fazem carreatas por impeachment pelo país
Impeachment

Com apoio da oposição, manifestantes fazem carreatas por impeachment pelo país