Empresário Eike Batista é preso pela PF no Rio

Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, expediu o mandado de prisão contra o empresário

Empresário Eike Batista em depoimento na CPI do BNDESEmpresário Eike Batista em depoimento na CPI do BNDES - Foto: Vinícius Loures/Câmara dos Deputados

A Polícia Federal (PF) prendeu o empresário Eike Batista na manhã desta quinta-feira (8) no Rio de Janeiro em nova fase da Lava Jato do Rio, batizada de Segredo de Midas. As informações são do R7. O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, expediu quatro mandados de busca e apreensão e dois de prisão. 

O objetivo da operação é a busca de provas relativas à manipulação do mercado de capitais e à lavagem de dinheiro. A Polícia Federal também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados a dois filhos do empresário, Thor e Olin. O Ministério Público Federal ainda não divulgou as razões da nova prisão.

Leia também:
Lamborghini e lancha de Eike Batista são ignorados em leilão
Eike Batista é condenado a pagar multa de R$ 536 mi


Nova prisão
Eike Batista foi preso em janeiro de 2017 e ficou três meses na Cadeia Pública Bandeira Stampa (Bangu 9), no Rio de Janeiro. Em abril, o empresário deixou a prisão para cumprir a pena em casa. Batista foi liberado após determinação do ministro Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Desde então, cumpria prisão domiciliar.

Veja também

Covas mantém sangramento no estômago e faz radioterapia, diz boletim
São Paulo

Covas mantém sangramento no estômago e faz radioterapia, diz boletim

CPI adia depoimento de presidente da Anvisa e muda cronograma da próxima semana
CPI da Covid

CPI adia depoimento de presidente da Anvisa e muda cronograma da próxima semana