Empresário Eike Batista é preso pela PF no Rio

Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, expediu o mandado de prisão contra o empresário

Empresário Eike Batista em depoimento na CPI do BNDESEmpresário Eike Batista em depoimento na CPI do BNDES - Foto: Vinícius Loures/Câmara dos Deputados

A Polícia Federal (PF) prendeu o empresário Eike Batista na manhã desta quinta-feira (8) no Rio de Janeiro em nova fase da Lava Jato do Rio, batizada de Segredo de Midas. As informações são do R7. O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, expediu quatro mandados de busca e apreensão e dois de prisão. 

O objetivo da operação é a busca de provas relativas à manipulação do mercado de capitais e à lavagem de dinheiro. A Polícia Federal também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados a dois filhos do empresário, Thor e Olin. O Ministério Público Federal ainda não divulgou as razões da nova prisão.

Leia também:
Lamborghini e lancha de Eike Batista são ignorados em leilão
Eike Batista é condenado a pagar multa de R$ 536 mi


Nova prisão
Eike Batista foi preso em janeiro de 2017 e ficou três meses na Cadeia Pública Bandeira Stampa (Bangu 9), no Rio de Janeiro. Em abril, o empresário deixou a prisão para cumprir a pena em casa. Batista foi liberado após determinação do ministro Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. Desde então, cumpria prisão domiciliar.

Veja também

Senador Arolde de Oliveira morre em decorrência da Covid-19
Política

Senador Arolde de Oliveira morre em decorrência da Covid-19

Senado aprova indicação de Alexandre Costa Rangel para CVM
política

Senado aprova indicação de Alexandre Costa Rangel para CVM