Equipe conta com nomes conhecidos

Dos 15 auxiliares municipais, nove foram mantidos nas mesmas pastas ou em funções semelhantes a que já ocupavam

Schwambach é o único que não participou da 1ª gestãoSchwambach é o único que não participou da 1ª gestão - Foto: Arthur de Souza

 

Após a vitória nas eleições municipais, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), resolveu adotar a máxima que em time que ganha não se mexe. A equipe que foi apresentada pelo chefe do Executivo é basicamente composta por nomes já conhecidos do Palácio do Capibaribe e muitos nomes permaneceram nas mesmas pastas que ocupavam no primeiro mandato. Apenas um nome do primeiro escalão não participou do primeiro governo de Geraldo Julio: o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, Bruno Schwambach.

Dos 15 auxiliares municipais, nove foram mantidos nas mesmas pastas ou em funções semelhantes a que já ocupavam: Jaílson Correia (Saúde), Antônio Alexandre (Planejamento Urbano), Lêda Alves (Cultura), João Braga (Mobilidade Urbana), Ricardo Dantas (Finanças), Sileno Guedes (Governo), Ana Rita Suassuna (Desenvolvimento Social), Alberto Feitosa (Saneamento) e Murilo Cavalcanti (Segurança).

Participaram do primeiro mandato mas mudaram de função o secretário de Educação, Alexandre Rebêlo (ex-titular de Planejamento); a secretária de Turismo, Ana Paula Vilaça (ex-secretária-executiva de Turismo); a secretaria da Mulher, Cida Pedrosa (ex-secretária de Meio Ambiente); secretário de Planejamento, Jorge Vieira (ex-secretário de Educação); e o secretário de Infraestrutura, Roberto Gusmão (ex-presidente da Emlurb).

Nas funções de assessoramento e auxiliar, a principal vitrine da nova gestão é a medalhista olímpica Yane Marques na Secretaria-Executiva de Esportes. Já nos demais postos, o prefeito também investiu em apostas da gestão anterior. Permanecem na gestão, mas em função diversa, o chefe de gabinete Marconi Muzzio (ex-secretário de Administração), o secretário-executivo de Coordenação de Gestão, Alexandre Gabriel (ex-secretário de Imprensa); o secretário-executivo de Articulação Política, Rodrigo Farias (ex-chefe de gabinete), e o assessor especial Fred Oliveira (ex-secretário de Relações Institucionais).

Permanecem na mesma pasta ou função semelhante o chefe do gabinete de projetos especiais João Guilherme Ferraz, o secretário-executivo de Habitação, Carlos Fernando Filho (ex-secretário de Habitação); a secretária-executiva de Juventude, Camila Barros (ex-gerente de políticas da Juventude), o procurador-geral do município, Ricardo Correia (ex-secretário de Assuntos Jurídicos), o controlador-geral Rafael Figueiredo (ex-controlador-geral), e o presidente do Procon, José Neves. Na Agência Recife para Inovação e Estratégia (Aries), Geraldo Julio colocou Guilherme Cavalcanti como diretor-presidente e alocou o ex-presidente do órgão, Silvio Meira, e o ex-presidente do Instituto Recife de Gestão, Francisco Cunha, no conselho do órgão.

 

Veja também

Bolsonaro usa helicóptero fora da agenda e, sem máscara, provoca aglomeração em cidade goiana
Presidente

Bolsonaro usa helicóptero fora da agenda e, sem máscara, provoca aglomeração em Goiás

Contra Lula, Bolsonaro busca eleitor conservador e retórica anticorrupção
BRASIL

Contra Lula, Bolsonaro busca eleitor conservador e retórica anticorrupção