Ernesto Araujo anuncia suspensão do Brasil da CELAC

Para ministro, bloco não vem tendo resultados na defesa da democracia

Ernesto Araújo, chanceler brasileiroErnesto Araújo, chanceler brasileiro - Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciou por sua conta no Twitter que o Brasil decidiu suspender sua participação da Comunidade dos Estados Latinoamericanos e Caribenhos (Celac).

“A Celac não vinha tendo resultados na defesa da democracia ou em qualquer área. Ao contrário, dava palco regimes não-democráticos como os da Venezuela, Cuba, Nicarágua”, afirmou o titular do Itamaraty na rede social. O ministro também ressaltou que o Brasil tem a determinação de trabalhar com todas as democracias da região.

Leia também:
Itamaraty cancela reunião de diplomata brasileira em Teerã
Em balanço, Ernesto compara Brasil a time e diz que imprensa não narra gols do governo


A Celac é um bloco regional criado em 2010 na Cúpula da Unidade da América Latina e Caribe, em Playa del Carmen, cidade do México. Já o Prosul foi formado em março deste ano a partir da assinatura da Declaração de Santiago e conta com a participação de oito países: Brasil, Chile, Argentina, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai e Peru.

Veja também

CPI afirma que há culpados pelas 500 mil mortes e que, no depender da comissão, eles serão punidos
CPI da Covid

CPI afirma que há culpados pelas 500 mil mortes e que, no depender da comissão, eles serão punidos

Haddad chama Bolsonaro de verme e diz que Doria deveria pautar impeachment no PSDB
Política

Haddad chama Bolsonaro de verme e diz que Doria deveria pautar impeachment no PSDB