Política

Ernesto Araujo anuncia suspensão do Brasil da CELAC

Para ministro, bloco não vem tendo resultados na defesa da democracia

Ernesto Araújo, chanceler brasileiroErnesto Araújo, chanceler brasileiro - Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciou por sua conta no Twitter que o Brasil decidiu suspender sua participação da Comunidade dos Estados Latinoamericanos e Caribenhos (Celac).

“A Celac não vinha tendo resultados na defesa da democracia ou em qualquer área. Ao contrário, dava palco regimes não-democráticos como os da Venezuela, Cuba, Nicarágua”, afirmou o titular do Itamaraty na rede social. O ministro também ressaltou que o Brasil tem a determinação de trabalhar com todas as democracias da região.

Leia também:
Itamaraty cancela reunião de diplomata brasileira em Teerã
Em balanço, Ernesto compara Brasil a time e diz que imprensa não narra gols do governo


A Celac é um bloco regional criado em 2010 na Cúpula da Unidade da América Latina e Caribe, em Playa del Carmen, cidade do México. Já o Prosul foi formado em março deste ano a partir da assinatura da Declaração de Santiago e conta com a participação de oito países: Brasil, Chile, Argentina, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai e Peru.

Veja também

Justiça nega pedido de Gabriel Monteiro para suspender processo que pode terminar em sua cassação
Conselho de Ética

Justiça nega pedido de Gabriel Monteiro para suspender processo

PGR arquiva um dos pedidos de Bolsonaro contra Moraes, mas evita analisar mérito do caso
Procuradoria-Geral da República

Aras arquiva pedido de Bolsonaro contra Alexandre Moraes