Posicionamento

Ex-alunos da Faculdade de Direito do Recife pedem impeachment de Bolsonaro

Mais de 650 egressos da instituição assinaram um manifesto

Faculdade de Direito do Recife/UFPEFaculdade de Direito do Recife/UFPE - Foto: Paullo Allmeida

Mais de 650 ex-alunos da Faculdade de Direito do Recife/UFPE assinaram, nesta semana, um manifesto pelo impeachament do presidente Jair Bolsonaro. Documentos do tipo têm a intenção de alertar para um problema ou fazer a denúncia pública de algo que esteja ocorrendo.

No caso desse manifesto, o grupo lista atos do presidente nos campos político, sobretudo em relação à defesa da democracia e liberdade de expressão, além de evidenciar a postura de Bolsonaro no enfrentamento da pandemia da Covid-19 e nas ações voltadas para a presenvação do meio ambiente.  

"Assim como Joaquim Nabuco, ex-aluno da Faculdade de Direito do Recife, que não fechou os olhos diante da tragédia humana que fora a escravidão, nós, egressos da Faculdade de Direito do Recife, temos a obrigação de nos posicionar diante do estado atual de coisas que vive o nosso país. Entendemos que o silêncio não é uma opção”, inicia o documento. 

No manifesto, eles frisam que “é preciso dizer não a quem lança dúvidas e desfere ataques, reiteradas vezes, sob a luz do dia e em praça pública, a nossas instituições democráticas e republicanas, naquilo que têm de mais central, como a confiança em eleições diretas, livres e periódicas”. 

Também se referem às agressões contra os direitos individuais, sociais, culturais e à preservação do meio ambiente. E criticam com veemência o comportamento negacionista frente à pandemia da Covid-19. 

"É preciso dizer não a quem agiu criminosamente no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, causando dor e flagelo a mais de meio milhão de famílias brasileiras, e contando, mercê, exatamente, de ignorar a ciência e os organismos internacionais de saúde, além do desprezo às vacinas, cuja aquisição, em tempo certo, poderia ter salvado centenas de milhares de vidas.”

O documento diz ainda que Bolsonaro "corrói e subverte as liberdades de expressão, de informação, de imprensa, de cátedra e o pluralismo político, quer seja com sistemática fabricação de notícias falsas, quer seja no uso do aparato estatal para perseguir e intimidar jornalistas, professores, opositores e cientistas".

"Queremos um país melhor, queremos sonhar, queremos que novas gerações tenham esse direito. Precisamos reavivar no coração dos brasileiros a esperança. É preciso dizer não a Jair Messias Bolsonaro. É preciso dizer sim ao seu impeachment”, finaliza o texto.
 

Texo na íntegra. 

Veja também

TSE mira Bolsonaro e abre inquérito para apurar acusações de supostas fraudes nas urnas
Investigação

TSE mira Bolsonaro e abre inquérito para apurar acusações de supostas fraudes nas urnas

Ministro das Comunicações fala ao Senado sobre internet nas escolas
Educação

Ministro das Comunicações fala ao Senado sobre internet nas escolas