Ex-chefe de gabinete em Olinda cogita acionar vigilante na Justiça

Mamende acredita que a demissão de Maristandi ocorreu por questões administrativas, relativas à Secretaria de Obras, onde Maristandi estaria vinculado

Jorge Côrte Real durante visita em CamaragibeJorge Côrte Real durante visita em Camaragibe - Foto: Divulgação

 

O ex-chefe de gabinete da Prefeitura de Olinda, Sidney Mamende, filiado ao PCdoB, informou, na segunda-feira (24), que está estudando junto a advogados a possibilidade de interpelar judicialmente o vigilante Maristandi Luna Cavalcanti Junior, conhecido como “Junior Jox”, pelo crime de calúnia. No último domingo (23), Maristandi divulgou um vídeo se queixando de ter sido demitido de seu posto no Conselho Tutelar de Olinda por se recusar a fazer campanha para o deputado estadual e candidato à Prefeitura de Olinda, Professor Lupércio (SD). Maristandi disse que o pedido de apoio teria sido feito por Mamende no gabinete do Prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB), na semana passada.

Mamende acredita que a demissão de Maristandi ocorreu por questões administrativas, relativas à Secretaria de Obras, onde Maristandi estaria vinculado. “Era bom se ouvir o que a secretaria onde ele trabalha tem a dizer. Foi uma questão meramente administrativa. Essa reunião que ele fala nunca aconteceu. Estou analisando a possibilidade de interpelá-lo judicialmente por calúnia”, afirmou Mamende.

O ex-chefe de gabinete disse que sua opinião enquanto filiado está expressa na nota do PCdoB olindense, feita após o término do primeiro turno, na qual o partido declara neutralidade em relação às candidaturas do Professor Lupercio e de Antônio Campos (PSB).

Sidney Mamende classificou o vídeo de Maristandi como “factoide” e insinuou que o PCdoB não tem interesse de falar sobre o caso. “Ninguém quer falar, pois é um cara que publica o que quer no Youtube. Se você olha o vídeo, percebe que é carregado de mágoa com o intuito de produzir um factoide, provavelmente incentivado por alguém”, comentou.

 

Veja também

Candidatos a vereador replicam histórias compradas na internet
Eleições 2020

Candidatos a vereador replicam histórias compradas na internet

Com nova regra para as coligações, critério para gastar vira dúvida
Eleições 2020

Com nova regra para as coligações, critério para gastar vira dúvida