Exonerados, mais uma vez, para votar na PEC 241

Rodrigo Maia ofereceu coquetel a Michel Temer e a deputados da base para articular votação da PEC

Houve mais demissões do que contratações no mês, com um saldo negativo de 12,3 mil vagas formais, divulgou o governoHouve mais demissões do que contratações no mês, com um saldo negativo de 12,3 mil vagas formais, divulgou o governo - Foto: Reprodução

Os ministros pernambucanos Bruno Araújo (Cidades) e Fernando Bezerra Coelho Filho (Minas e Energia) retornam, mais uma vez, à Câmara Federal para assegurar votos ao Governo Michel Temer no segundo turno, hoje, da PEC do teto de gastos. A movimentação repete a estratégia já empregada no primeiro turno. A volta dos dois titulares da Esplanada impede dois deputados federais do PSB de votar: Severino Ninho e Creuza Pereira. Ambos seriam contra a proposta, conforme entendimento de parte da bancada socialista de Pernambuco. No primeiro turno, quatro nomes do PSB-PE votaram contra: Danilo Cabral, Tadeu Alencar, João Fernando Coutinho e Gonzaga Patriota. Já Marinaldo Rosendo e Fernando Filho foram a favor. Em recente rodada de conversas na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na quinta-feira, Tadeu, que exerce a liderança da bancada socialista, devido à licença médica de Paulo Foletto, deixara claro que não havia chances de o grupo pernambucano mudar de posição. Ainda que entendessem a importância da medida, continuavam a discordar da dosagem da mesma. A exoneração de Bruno Araújo saiu no Diário Oficial daquele mesmo dia, a última quinta-feira, em edição extra. Já a de Fernando Bezerra Coelho Filho, ficou de ser publicada na edição de hoje.

Rodrigo Maia ofereceu coquetel a Michel Temer e a deputados da base para articular votação da PEC

O Climão na bancada
O retorno de Bruno Araújo, ainda na quinta-feira, acendeu um sinal de alerta entre parlamentares da bancada pernambucana. Isso porque aquele era o último dia do prazo para apresentação de emendas ao Orçamento Geral da União. E, segundo fontes relatam em reserva, o suplente sairia, assim, prejudicado. Nos bastidores, um “climão” instalou-se.

Assinatura> À coluna, o deputado federal Severino Ninho afirmou ter apresentado suas emendas sem prejuízo. Bruno Araújo não retornou as ligações. As emendas são o instrumento mais importante, na análise de parlamentares, para manutenção das bases.
Carinho > Ânimos acirrados da eleição municipal à parte, o deputado estadual Silvio Costa Filho e o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira, trocaram abraço caloroso, ontem, ao se encontrarem no Recife Antigo.
Ciumento > Um dia antes, na saída do debate da TV Clube, Silvio Costa Filho, bem-humorado, abordara Luciano: “Fiquei com ciúmes, porque João Paulo só fala em você”. O petista citou o comunista por quatro vezes durante a gravação do programa, ao travar embates com o prefeito Geraldo Julio.
Mais lembrado > “Viu que eu invoquei seu testemunho?”, indagou João Paulo. “Fui citado quatro vezes. Eu já ia, à revelia do regulamento, pedir direito de resposta”, devolveu Luciano Siqueira, em tom descontraído. O comunista acompanhava na plateia.
Só love > No fim do debate do primeiro turno, promovido pela TV Globo, João Paulo e Luciano Siqueira trocavam abraço demorado, quando o governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Julio se aproximaram. “Vocês compreendem que aqui é amor indestrutível, não é?!”, brincou Siqueira.
Toga > O desembargador Antônio de Melo e Lima foi escolhido, ontem, pelo pleno do Tribunal de Justiça de Pernambuco, para o cargo de corregedor-geral da Justiça Estadual. O cargo ficara vago por conta do falecimento do desembargador Roberto Ferreira Lins, no dia 5 de outubro. A posse solene ainda será definida.

Veja também

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista
Eleições 2020

Nena Cabral quer construir três novas unidades de saúde no Paulista

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife
Eleições 2020

Carlos quer explorar potencial turístico dos mercados públicos do Recife