Fachin homologa delação dos donos da JBS

Homologação da delação pelo STF dá validade ao acordo e permite que a PGR peça novas investigações com base nos relatos

Sede da JBS em São PauloSede da JBS em São Paulo - Foto: Reprodução

O ministro Edson Fachin homologou, nesta quinta-feira (18), a delação premiada dos proprietários do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista. A homologação da delação pelo STF dá validade ao acordo e permite que a Procuradoria Geral da República (PGR) peça novas investigações com base nos relatos.

Os irmãos Joesley e Wesley revelaram gravações onde constam que o presidente da República, Michel Temer, sugeriu a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha, informaram às autoridades brasileiras que receberam ameaças de morte e foram, imediatamente, autorizados a deixar o País. A apuração foi feita pela TV Globo. Joesley e Wesley moram em Nova York, nos Estados Unidos.

>> Leia mais
Donos da JBS revelam ter sido ameaçados de morte

Veja também

Com apoio da oposição, manifestantes fazem carreatas por impeachment pelo país
Impeachment

Com apoio da oposição, manifestantes fazem carreatas por impeachment pelo país

Carreata no Recife pede impeachment de Bolsonaro e vacinação para todos
BLOG DA FOLHA

Carreata no Recife pede impeachment de Bolsonaro e vacinação para todos